Rita Pereira equipou "à Portimonense" no Grande Prémio de Fórmula 1

Rita Pereira equipou "à Portimonense" no Grande Prémio de Fórmula 1
Hélio Nascimento

Tópicos

"Paulo Pinheiro merece a medalha de honra da cidade", diz Theodoro Fonseca, acionista principal da SAD, elogiando o esforço e a dedicação do "pai do Autódromo".

Rita Pereira também marcou presença no Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, "representando" o Portimonense, devidamente equipada com a camisola do clube, que assim fez questão de se associar ao maior evento desportivo realizado no concelho de Portimão.

A conhecida atriz espalhou glamour e foi, naturalmente, um dos alvos preferidos dos repórteres fotográficos, tendo ocupado o camarote do Portimonense. Recorde-se que o emblema algarvio está a construir uma academia na zona contígua ao Autódromo, uma obra de vulto, que comporta vários campos de futebol, um deles já em utilização plena, que tem, inclusive, servido de casa à formação de sub-23, cujos jogadores - a maioria deles - vivem na unidade hoteleira perto do circuito.

As relações entre a SAD do Portimonense e Paulo Pinheiro são profundas e profícuas, e o administrador do Autódromo é visto como o "verdadeiro pai e mentor" da prova de Fórmula 1. "O Paulo é um campeão e merece uma medalha de honra da cidade", opina Theodoro Fonseca, o principal acionista da sociedade que gere o futebol profissional do clube. "Tenho acompanhado de perto o trabalho dele e foi fantástico o modo como se esforçou e desenvolveu contactos para conseguir trazer para o Algarve um dos maiores eventos desportivos do mundo", acrescenta Theodoro Fonseca.

Lewis Hamilton, o britânico piloto da Mercedes, foi o vencedor do Grande Prémio, superando assim o máximo de vitórias que repartia com o alemão Michael Schumacher.