"Só vejo o Aves, quero a vitória do Aves e depois disso quero que o Sporting seja feliz"

"Só vejo o Aves, quero a vitória do Aves e depois disso quero que o Sporting seja feliz"

Augusto Inácio, treinador do Aves, fez a antevisão do jogo de segunda-feira frente ao Sporting.

O treinador do Aves, Augusto Inácio, não espera facilidades na partida de segunda-feira com o Sporting, da sétima jornada da I Liga, apesar do momento menos bom que os leões atravessam.

O treinador dos avenses, em último lugar, com apenas uma vitória e cinco derrotas, admitiu que não se deixa iludir pelo momento sportinguista, apesar de acreditar que o novo treinador ainda não teve tempo para incutir as suas ideias.

"Vai ser um jogo entre duas equipas que andam à procura da sua identidade. O Sporting mudou de treinador agora. Não sei quais são as ideias do novo treinador e não sei o modelo de jogo que vai trazer para aqui. Podem existir algumas alterações, mas temos é que nos preocupar connosco", afirmou o técnico.

Augusto Inácio prefere concentrar-se nos problemas da sua equipa: "Também temos os nossos problemas e são muitos. Mas vamos procurar defender bem e jogar para marcar golos. Se não conseguirmos rematar à baliza, então é que nunca conseguimos ganhar. Quem vai jogar para o empate acaba sempre por perder. É um chavão, mas para as duas equipas é verdade."

O treinador avense elogiou o plantel do Sporting, admitindo que "tem jogadores com muita qualidade e capazes de resolver um jogo".

"Os sportinguistas não podem pedir ao treinador para mudar aquilo tudo em dois dias. Psicologicamente até pode haver um chip diferente, pode ter um modelo, mas o Sporting anda à procura de uma equipa. Eu sei que tem bons jogadores e podem resolver um jogo. Não o têm feito, mas podem perfeitamente fazer", disse.

Augusto Inácio falou ainda do novo treinador dos leões: "Não posso comparar o Silas do Belenenses com o Silas do Sporting. Não há treinador nenhum no mundo que consiga impor as suas ideias em dois dias. Ainda assim, sabemos bem que a obrigação de um grande é tentar ganhar o jogo. Mas a nossa também é tentar ganhar."

"Desde o inicio da época temos tido problemas na defesa. Todos já tiveram lesões. Não ficaria preocupado se fossem lesões musculares, mas é tudo lesões traumáticas. Até parece uma praga. São os nossos problemas que vou tentar resolver. Onze vão entrar de certeza e sete vão ficar no banco. Depois vamos ver o que o jogo vai dar", disse Inácio, referindo-se às principais dificuldades do Desportivo das Aves, que passam essencialmente pelas lesões.

O treinador foi ainda questionado sobre o facto de ser adepto do Sporting e a resposta foi perentória: "Só vejo o Aves, quero a vitória do Aves e depois disso quero que o Sporting seja feliz. Mas nos meus jogos quero que o Sporting perca sempre."

O Desportivo das Aves, lanterna-vermelha do campeonato com três pontos, recebe, pelas 20:30 de segunda-feira, o Sporting, que arrancou a jornada no otiavo lugar com oito pontos, na partida que encerra a sétima jornada da prova.