Dois jogadores do Boavista pedem dispensa da seleção

Dois jogadores do Boavista pedem dispensa da seleção
Manuel Casaca

Tópicos

Presenças assíduas nas Honduras, os dois avançados, Benguché e Alberth Elis, solicitaram a ausência para apressar a adaptação ao futebol português. A dupla aponta agora ao jogo com o V. Guimarães

Benguché e Alberth Elis, dois dos reforços do Boavista para esta temporada, pediram dispensa da seleção das Honduras, numa tentativa de apressarem a adaptação ao futebol português e facilitar a integração no futebol pretendido por Vasco Seabra. Os dois avançados são presenças assíduas na seleção do seu país, mas a mudança para Portugal levou os dois a solicitarem a ausência do particular realizado na madrugada de domingo, contra a Nicarágua (1-1). Os responsáveis da federação compreenderam as razões dos dois jogadores e deram autorização para permanecerem no Porto, até por tratar-se de um jogo particular.

No caso de Benguché esta é a primeira experiência no estrangeiro, daí que necessite de um período de adaptação ao futebol português e ao próprio país. O ponta de lança de 24 anos até começou o campeonato no banco com o Nacional, na Madeira, tendo entrado aos 76 minutos. No entanto, foi titular nos dois jogos seguintes, diante do FC Porto e com o Moreirense.

O caso de Alberth Elis é diferente. O veloz e potente avançado está a conhecer a terceira experiência no estrangeiro. Depois de ter jogado em 2017 no México, no Monterrey, mudou-se ainda nesse mesmo ano para os Estados Unidos da América para jogar nos Houston Dynamo, onde estava a realizar mais uma temporada de grande nível.

Apesar de estar habituado a jogar fora das Honduras, Alberth Elis sentiu que necessitava de mais tempo para se adaptar ao futebol português, até porque chegou já depois de o campeonato ter começado, falhando, por isso mesmo, o jogo na Madeira. Lançado na segunda parte do dérbi com o FC Porto, preparava-se para ser titular, em Moreira de Cónegos, mas uma lesão muscular impediu-o de ser convocado. Segundo O JOGO apurou, a lesão não é grave e o avançado pode recuperar a tempo de alinhar na próxima jornada no sempre entusiasmante jogo com o V. Guimarães, no Estádio do Bessa. Como o plantel goza hoje o segundo dia de folga, Elis será reavaliado amanhã pelo departamento médico do Boavista.