Já brilha no Boavista um talento descoberto por Patrick Vieira

Já brilha no Boavista um talento descoberto por Patrick Vieira
Manuel Casaca

Tópicos

Hamache estreou-se como titular do Boavista em Famalicão e marcou um grande golo. O lateral-esquerdo francês começou a treinar com o plantel principal do Nice com apenas 17 anos.

Hamache estreou-se como titular do Boavista em Famalicão e deixou a sua marca com um belo golo, de fora da área. Um pontapé fortíssimo, com o pé esquerdo, que confirmou a fama que já trazia de França. O defesa é conhecido por ter um remate forte, além de ser um exímio marcador de livres diretos.

Em Famalicão conquistou a titularidade, ganhando o lugar a Ricardo Mangas, dono e senhor do lugar de lateral-esquerdo nas quatro primeiras jornadas. Hamache foi uma das surpresas de Vasco Seabra no jogo de domingo, depois das boas indicações que já tinha dado na estreia, quando entrou, aos 68 minutos, diante do V. Guimarães.

Aos 21 anos, o lateral-esquerdo francês cumpre a primeira temporada no estrangeiro, terminando uma longa relação com o Nice, onde foi formado.

Natural de Marselha, começou bem cedo a dar nas vistas no Nice e chamou à atenção de Claude Puel, treinador da equipa principal, quando tinha acabado de fazer apenas 17 anos. O conceituado treinador chegou a chamá-lo para treinar na companhia de jogadores como o português Ricardo Pereira ou o internacional francês Ben Arfa.

Depois de cumprir a passagem pelos juniores A do Nice, chegou finalmente à equipa principal, tendo a estreia acontecido a 14 de junho de 2018, num jogo particular com o Sporting, então treinado por José Peseiro. Para Hamache, era a prenda tão desejada que Patrick Vieira lhe dava um dia depois de festejar o 19.º aniversário. Figura histórica da seleção francesa, o treinador do Nice lançou o jovem esquerdino, que passava a lutar pelo lugar com Racine Coly, lateral-esquerdo que, curiosamente, na temporada passada jogou no Famalicão na condição de emprestado pelo Nice, clube para onde voltou nesta época.

Ainda muito jovem, o defesa francês manteve o ritmo na equipa B do Nice, tendo marcado sete golos em 20 jogos. "Patrick Vieira gostou de mim e continuou a aconselhar-me", revelou recentemente o lateral-esquerdo numa entrevista ao jornal "Le Parisien".

Tido como um jogador com enorme margem de progressão, Hamache foi cedido, na época passada, ao Red Star, tendo disputado 24 jogos e marcado dois golos. Exibições que chamaram à atenção dos responsáveis do Boavista e o esquerdino assinou um contrato válido até 30 de junho de 2023.