Lançou-se ao mar em África, desembarcou em Itália e assinou pelo Boavista

Lançou-se ao mar em África, desembarcou em Itália e assinou pelo Boavista
Ana Luísa Magalhães

Tópicos

A incrível história de vida de Musa Juwara, o extremo gambiano de 18 anos, que chega cedido pelo Bolonha

O Boavista confirmou esta segunda-feira a contratação de Musa Juwara, extremo de 18 anos já tem uma incrível história de superação para contar.

Musa perdeu os pais em criança, foi criado pelo avô e, com apenas 14 anos, lançou-se ao mar, literalmente, à procura de uma vida melhor. Depois de atravessar a costa oeste do continente africano e de chegar à costa italiana num pequeno barco, acabou na cidade de Ruoti.

Foi aí que o futebol lhe começou a abrir as portas. Começou a jogar no amador Virtus Avigliano e foi adotado pelo treinador, Vitantonio Summa, e pela esposa deste, Loredana Bruno. Assumiram-se como responsáveis legais por Musa Juwara, numa enorme garantia de estabilidade.

O talento de Musa começou a chamar a atenção de clubes noutros patamares e chegou assim aos escalões jovens do Chievo, mas ainda havia outra barreira para superar.

A Federação Italiana de Futebol colocou entraves à inscrição de Musa, em função de uma política que tenta prevenir a exploração de jovens migrantes por parte de clubes de futebol.

A carreira de Musa esteve quase a terminar ainda antes de começar, mas a batalha legal foi ganha pelo jovem e pelos seus pais adotivos. Estávamos em novembro de 2017.

Na época seguinte, Juwara estreia-se pela equipa principal do Chievo e, em 2019/20, é transferido para o Bolonha, equipa pela qual cumpriu oito jogos e apontou um golo...que nunca mais esquecerá: à trigésima jornada da Serie A, na visita ao Inter, o avançado sai do banco aos 65' e, nove minutos volvidos, marca o golo do empate (1-1) do Bolonha. Aos 80', o compatriota Musa Barrow completa a reviravolta.

Agora, Musa, que completará 19 anos no dia 26 de dezembro, chega ao Boavista com a intenção de jogar com mais regularidade e explorar o potencial que lhe é reconhecido. Conta com outro gambiano no plantel, Yusupha.