César Peixoto: "Não vencemos a jogar da forma que eu quero"

César Peixoto: "Não vencemos a jogar da forma que eu quero"
Redação com Lusa

Tópicos

Técnico do Moreirense reagiu à vitória pela margem mínima, obtida após cinco jornadas seguidas no campeonato sem vencer, sobre a formação dos Açores

Análise ao jogo: "No primeiro tempo, tivemos algumas dificuldades, mas, na segunda parte, acho que fomos melhores, conseguindo uma vitória que é fruto do espírito de grupo, da união e que nos vai ajudar ser mais competitivos no futuro. Não vencemos a jogar da forma que eu quero, mas, às vezes, não é possível. Os jogadores foram uns campeões e são uns justos vencedores. Acho que fomos mais incisivos e ofensivos, perante um Santa Clara que às vezes até teve mais bola, mas que esteve sempre mais atrás."

Fim do ciclo sem vencer: "Os jogadores estavam ansiosos por uma vitória, sentiam que em Tondela podíamos ter vencido. Sinto uma recetividade fantástica dos atletas, eles acreditam e gostam da nossa forma de trabalhar e da ideia de jogo. O grupo está de parabéns, acreditou até ao fim. Temos tido algumas contrariedades com lesões, mas agarram-se uns aos outros e acabaram por ser uns campeões."