Premium "Moral para falar? Fui sempre absolvido", afirma Pinto da Costa a O JOGO

"Moral para falar? Fui sempre absolvido", afirma Pinto da Costa a O JOGO
José Manuel Ribeiro/Carlos Gouveia

Tópicos

Pinto da Costa recorda os sete títulos internacionais para rebater as teorias de que o clube tinha o domínio dos bastidores do futebol: "Quem tinha Hulk, Falcao e James tem muitas probabilidades de ganhar". Sobre as críticas externas, justifica o direito de flar com as absolvições no Apito Dourado.

Hegemonia portista nos últimos 30 anos justificada com a escolha dos jogadores e dos treinadores e não por uma guerra de bastidores ou por preocupação com a arbitragem e a disciplina.