"O Olympiacos tem uma federação que o protege nas competições europeias"

"O Olympiacos tem uma federação que o protege nas competições europeias"

Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, na conferência de Imprensa de antevisão à receção ao Olympiacos, a contar para a segunda jornada da Liga dos Campeões

Que opinião tem do Olympiacos?

"Conhecemos os comportamentos das equipas do Pedro [Martins] e acho que não vai mudar muito. Temos que olhar para esta equipa como uma que tem muitas presenças na Champions, habituada a estes palcos, e a contar com o facto de a federação grega a proteger nestas competições europeias, pois adiou o importante jogo que teriam, antes de nos defrontar, com o PAOK. Isso, por si só, diz muito dessa proteção, desse olhar para a Europa, em que as pessoas têm comungar da ideia de que assim as equipas se sentem mais frescas, ao contrário de nós, que temos apenas três/quatro dias de preparação. Vão estar mais frescos do que nós. São uma equipa experiente e bem orientada por um treinador que conhecemos e que, desde o início [da épica], tem sete jogos, sete vitórias. É uma boa equipa e ganhou ao Marselha, já para a Champions. Porém, também sabem que vão encontrar dificuldades, porque queremos ganhar o jogo.

O FC Porto vai apostar mais nas bolas paradas?

"Temos que olhar para nós e levar o jogo para onde queremos, da forma estratégica como o abordaremos. Sobre bolas paradas e esquemas táticos,. o chamado quinto elemento do jogo, é coisa que trabalhamos sempre. O Alex Telles foi embora e era exímio nesses lances, mas teremos que trabalhar com outro jogador para que esse momento seja importante. Os jogos equilibrados decidem-se assim. Basta ver o que aconteceu em Manchester: O primeiro golo deles foi uma bola parada - de penálti, apesar de ter sido uma falta a nosso favor... - e o segundo golo foi de livre. Com mais ou menos potencial, o trabalho pode compensar a ausência de qualquer jogador".

O jogo entre o FC Porto e o Olympiacos está agendado para esta terça-feira, pelas 20h, no estádio do Dragão, no Porto, e vai ser dirigido pelo alemão Daniel Siebert. Os dragões perderam com o City, em Manchester, na primeira ronda do Grupo C.