"Infelizmente utilizam os telemóveis e aparecem 30 segundos que tingem o que aconteceu"

"Infelizmente utilizam os telemóveis e aparecem 30 segundos que tingem o que aconteceu"

Assembleia Geral do Sporting decorre esta quinta-feira no Pavilhão João Rocha, em Lisboa

Rogério Alves, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, falou sobre a reunião magna de quinta-feira, na qual o Relatório e Contas da época passada estará sujeito à aprovação dos sócios, pedindo que eventuais focos de contestação sejam manifestados "sem injúrias e difamações"

O mesmo dirigente, à Sporting TV, também alertou os associados para a necessidade de não efetuarem publicações nas redes sociais que possam "deturpar" o que sucede na privacidade do Pavilhão João Rocha e pediu que eventuais focos de contestação à direção liderada por Frederico Varandas sejam manifestados dentro daquilo que é permitido pelos estatutos do clube. "Eu gostaria que esta Assembleia Geral fosse um grande momento de exaltação de sportinguismo. Estamos na era da mediatização e, infelizmente, algumas pessoas utilizam os telemóveis para filmarem a Assembleia Geral e mostrarem o que corre pior: aparecem 30 segundos que tingem o que aconteceu durante três ou quatro horas. Também peço que a a contestação, divergência e discordância, que são legítimas, fossem manifestadas nos termos que os estatutos prevêm: sem injúrias, sem difamação e sem críticas", concluiu Rogério Alves.