"Liga Revelação veio diminuir as diferenças entre o futebol profissional e juvenil"

"Liga Revelação veio diminuir as diferenças entre o futebol profissional e juvenil"
Filipa Mesquita

Tópicos

O líder da Zona Sul é uma das equipas sensação. O capitão Afonso Valente fez um balanço positivo do arranque de época, mas considera "precoce falar do título".

No Estoril desde as camadas jovens, Afonso Valente é o capitão dos sub-23, para quem esta temporada está a começar de feição. O médio de 19 anos - que conta ainda com uma curta passagem pelos juniores do Belenenses -, é um dos jogadores mais utilizados pelo treinador Vasco Costa, e mostra-se grato pela aposta. "Tem sido uma passagem muito boa. Tudo o que sei é graças ao Estoril. Espero continuar aqui por muitos mais anos", começou por dizer o médio.

Coletivamente, a formação canarinha começou bem o campeonato, lidera a Zona Sul com 14 pontos fruto de quatro vitórias, dois empates e uma derrota [ver peça abaixo]. Os bons resultados conseguidos deixam satisfeito o capitão, que acredita que treino é o segredo para este desempenho. "Tem sido um bom arranque de época que é o fruto do trabalho desenvolvido. Desde julho que trabalhamos para conseguirmos bons resultados. Não queremos ficar por aqui, queremos continuar a dar sempre respostas dentro de campo", explicou o jovem.

Questionado sobre o facto de a equipa ser um dos candidatos ao título, o atleta mostrou-se cauteloso. "Acho que ainda é precoce falar sobre a conquista do título. A nossa maneira de ver as coisas é jogo a jogo. O nosso objetivo é conquistar sempre os três pontos e depois no fim fazemos as contas", declarou Afonso Valente, salientando ainda que não considera que o arranque do Estoril esteja a ser "uma surpresa".

A Liga Revelação surgiu com o intuito de dar mais oportunidades aos atletas na passagem de juniores para seniores, uma intenção valorizada pelo médio. "Esta competição veio diminuir as diferenças entre o futebol profissional e juvenil. É bom porque não se dá um passo assim tão grande e permite-nos evoluir. É uma forma de nos projetar, acaba por ser uma montra para os jogadores", explicou Afonso, frisando que o objetivo passa por "chegar à equipa principal"... líder da II Liga.