"Eu não procuro os recordes, os recordes é que me procuram a mim"

"Eu não procuro os recordes, os recordes é que me procuram a mim"

Cristiano Ronaldo falou sobre o 700.º golo da carreira, marcado na noite desta segunda-feira, ao serviço de Portugal, frente à Ucrânia (derrota por 2-1).

Cristiano Ronaldo, na zona mista do Estádio Olímpico de Kiev, falou, naturalmente, do golo marcado esta noite, o 700.º da sua carreira.
"Os recordes vêm naturalmente, eu não os procuro, os recordes é que me procuram a mim. Sem ter obsessão vou continuar a trabalhar".

Dedicatória golo 700
"Dedico a todos os companheiros, toda a gente que me ajudou a chegar a esta marca impressionante. Teve um sabor amargo fazer essa marca extraordinária e mão termos ganho, mas estivemos bem e estou orgulhoso da equipa".

Ainda sobre os recordes
"Não tenho ideia dos recordes que tenho. Vou continuar a desfrutar os momentos e, uma vez mais, agradecer todos os que me ajudaram a alcançar esta marca impressionante e continuar".


Estádio e resultado
"A última vez que joguei cá [26 de maio de 2018], ganhámos a Champions pelo Real Madrid [3-1 contra o Liverpool], o que fica marcado é que a equipa jogou bem, mas não conseguimos ganhar. Merecíamos ter ganho".