Ronaldo: o golo 700 na carreira e ainda a questão do nome do estádio do Sporting

Ronaldo: o golo 700 na carreira e ainda a questão do nome do estádio do Sporting

Craque português falou aos jornalistas após o encontro com a Ucrânia.

Cristiano Ronaldo apontou estas segunda-feira o golo 700 da carreira, entre clubes e seleção principal, na derrota portuguesa na Ucrânia.

"Marcar o golo 700 é um momento bonito na minha carreira, mas é um sabor amargo, porque não conseguimos ganhar. Estou orgulhoso pelo trabalho que a equipa fez. Fizemos um excelente jogo e temos de estar orgulhosos pelo que fizemos. Isto é futebol e quem não marca acaba por sofrer. Marcar 700 golos não é um número que esteja ao alcance de todos. Por isso, quero agradecer a todos aqueles que me ajudaram, principalmente aos meus companheiros e aos treinadores que me ajudaram a ser o jogador que sou", afirmou após o encontro.

"Aquilo que sou hoje devo também ao senhor Aurélio e deu-me gozo marcar aquele golo [o 699], em Alvalade, e poder dedicar-lhe aquele momento. Ele é que me descobriu e pude abraçá-lo. Foi uma homenagem especial para ele e para todos os sportinguistas", continuou.

"O golo mais importante é sempre o mais recente. Foi hoje e há que desfrutar, pensando sempre no amanhã, tentando fazer já o 701 pela Juventus", disse ainda a propósito do registo alcançado.

Sobre a possibilidade de dar nome ao Estádio de Alvalade, uma possibilidade deixada em aberto por Frederico Varandas, deixou uma curta resposta. "Vamos ver. Isso é futuro".