Feirense perde patrocinador e pode descer a Sub-23

Feirense perde patrocinador e pode descer a Sub-23
Frederico Bártolo

Tópicos

A O JOGO, Joaquim Andrade, diretor desportivo, explica que a opção pode passar por manter a estrutura para uma equipa sub-23. O banco PNB deverá continuar com os fogaceiros, mas a Vito sairá

Depois de dois anos na estrada, a Vito-Feirense vai reformular o seu projeto de ciclismo. Sabendo de antemão que a Vito, empresa de acessórios de construção, deixará de patrocinar a equipa, a equipa procura um parceiro para 2020. O JOGO sabe que o Feirense continuará a apostar no ciclismo, uma das onze modalidades ativas neste momento.

Joaquim Andrade, diretor desportivo da equipa, dá conta de reuniões com o PNB para a renovação da parceria, mas um outro investidor ajudará na consolidação. "A Vito vai sair, mas o PNB deve ficar connosco. Estamos a tentar encontrar uma solução. Podemos é ser de sub-23", declara Andrade. Os contratos com os atletas ainda não estão assinados, mas oito podem transitar da estrutura caso esta decida ficar só com sub-23.

A intenção do Feirense ainda é manter a equipa a competir nas elites, no patamar continental, porque também acredita na hipótese de João Matias ir a Tóquio por Portugal na vertente de pista. A confirmar-se seria o primeiro olímpico do clube. No ano passado, a equipa somou quatro vitórias e tem já uma baixa no lote de 16 corredores que chegou a ter inscritos: Bjorn Thurau acabou carreira aos 31 anos.