W52-FC Porto ainda analisou mas está fora da lista das equipas ProTeam

W52-FC Porto ainda analisou mas está fora da lista das equipas ProTeam
Carlos Flórido

Tópicos

União Ciclista Internacional divulgou as candidaturas às duas divisões mundiais e a segunda divisão, mais cara segundo as novas regras, desceu de 24 para 17 equipas

A W52-FC Porto, como era de prever, não está entre as 17 equipas candidatas ao segundo escalão do ciclismo mundial, anunciadas este sábado pela União Ciclista Internacional (UCI), que também confirmou a existência de 20 equipas WorldTour, mais duas do que esta época.

Tal como O JOGO adiantara, os portistas ainda analisam a viabilidade de continuar no escalão que mudou de nome, para ProTeam, e de regras, passando a exigir um mínimo de 20 ciclistas, contra os atuais 16, o que inflaciona os orçamentos para uns dois milhões de euros. O mais certo será o regresso ao terceiro escalão, como as listas hoje publicadas indicam.

As mudanças operadas pela UCI já se fizeram sentir, pois além da W52-FC Porto abdicaram a italiana Nippo-Vini Fantini, a americana Hagens Berman Axeon, a belga Roompot-Charles e a espanhola Euskadi Basque Country-Murias, esta deixando mesmo de existir.

O segundo escalão mundial, que nas 17 equipas tem quatro belgas, três francesas e três italianas, tem-se tornado cada vez menos atrativo, pois exige orçamentos elevados e não garante o acesso às maiores provas.

Na próxima época, e sendo 20 as equipas WorldTeam, só existirão duas vagas (por convite) para as ProTeam nas Voltas a França, Itália e Espanha, não se prevendo que o número seja muito superior nas restantes grandes provas do calendário, o que à partida limita as hipóteses de equipas que não estejam no centro da Europa, como as portuguesas, de pontuar no ranking ou até de ter corridas suficientes para um plantel de 20 corredores.

Equipas para 2019/2020

UCI WorldTeam (20)

AG2R La Mondiale (França)

Astana Pro Team (Cazaquistão)

Bahrain-Merida (Barém)

Bora-Hansgrohe (Alemanha)

CCC Team (Polónia)

Cofidis (França) *

Deceuninck-QuickStep (Bélgica)

EF Education First (Estados Unidos)

Groupama-FDJ (França)

Lotto Soudal (Bélgica)

Mitchelton-Scott (Austrália)

Movistar Team (Espanha)

NTT Pro Cycling Team (África do Sul)

Team Arkéa-Samsic (França) *

Team Ineos (Grã-Bretanha)

Team Jumbo-Visma (Holanda)

Team Katusha-Israel Cycling Academy (em avaliação)

Team Sunweb (Alemanha)

Trek-Segafredo (Estados Unidos)

UAE Team Emirates (Emirados Árabes)

(*) equipas promovidas

UCI ProTeam (17)

Androni Giocattoli-Sidermec (Itália)

B&B Hotels-Vital Concept (França)

Bardiani CSF Faizanè (Itália)

Caja Rural-Seguros RGA (Espanha)

Corendon-Circus (Bélgica)

Fundacion-Orbea (Espanha)

Gazprom-Rusvelo (Rússia)

Nippo Delko Marseille Provence (França)

Rally Cycling (Estados Unidos)

Riwal Readynez Cycling Team (Dinamarca)

Sport Vlaanderen-Baloise (Bélgica)

Team Novo Nordisk (Estados Unidos)

Neri Sottoli Selle Italia KTM (Itália)

Total Direct Energie (França)

Uno-X Norwegian Development Team (Noruega)

Wallonie Bruxelles (Bélgica)

Wanty Gobert-Tormans (Bélgica)