Premium O campeonato não acabou

Jorge Costa

Tópicos

JOGO DO BICHO - Um artigo de opinião de Jorge Costa.

Ponto prévio: há sensivelmente um ano, Bruno Lage pegou no Benfica que levava sete pontos de atraso em relação ao líder, então o FC Porto. E foi campeão. Pego neste exemplo recente para dizer que o campeonato não acabou anteontem, que não é hora de atirar a toalha ao chão, e sei que Sérgio Conceição não vai deixar que isso aconteça. Há uma volta inteira para jogar, e o FC Porto só tem que cumprir e vencer, por exemplo, o clássico com o Benfica, no Dragão, e encurtará de imediato essa distância. Pensarem que o campeonato está resolvido é um erro; será uma luta a dois e não acaba aqui...

É claro que se estranha a derrota do FC Porto com o Braga. Ninguém estaria à espera de algo assim, e não há muitas explicações possíveis, porque, apesar de não ter feito um jogo brilhante, o FC Porto fez o suficiente para vencer, esbarrando em duas anormalidades: falhar duas grandes penalidades e sofrer dois golos de bola parada. Ou seja, podemos concluir que a equipa falhou na eficácia, ofensiva e defensiva, o que realmente não é normal, mas acontece. O FC Porto demorou a perceber e encaixar nesta nova tática do Braga, o 3x4x3. E nos primeiros 25 minutos andou um pouco perdido, sem conseguir pegar no jogo, sem pressionar como se espera de uma equipa como a do FC Porto. Passado esse período, a equipa encontrou alguns caminhos para o golo, passou a mandar no jogo, falhou a primeira grande penalidade, que, a concretizar-se, mudaria tudo. Para a segunda parte, o FC Porto levou outra alma, foi poderoso na pressão, bom nas dinâmicas, falhou nova grande penalidade, mas nem isso inibiu ou desfez a equipa, que continuou à procura do empate. Conseguiu-o numa boa jogada, continuou por cima, mas, contra a corrente do jogo, o Braga marcou. As vitórias também se fazem de felicidade e o Braga teve uma boa dose dela.