Premium A Europa paga-se cá dentro

Jorge Maia

Tópicos

O Braga fez uma grande campanha na Liga Europa, mas pagou caro por ela

Entre qualificação, fase de grupos e eliminatórias, o Braga fez doze jogos nas competições europeias, quase o dobro de Sporting e Benfica e mais três do que o FC Porto, acumulando oito vitórias, dois empates e duas derrotas frente a adversários do calibre do Spartak de Moscovo, Wolverhampton, Besiktas e Glasgow Rangers.

Portanto, sim, Fransérgio tem razão quando diz que é preciso valorizar a campanha europeia dos minhotos. Afinal, até agora, foram eles quem mais contribuiu para a ultrapassagem de Portugal à Rússia no ranking da UEFA que mais adiante permitirá aos dois primeiros classificados do campeonato aceder diretamente à fase de grupos da Champions. A questão, claro, é que esta campanha teve um preço, pago numa série de deslizes internos durante a era Sá Pinto, que se reflete no atraso dos minhotos em relação aos dois primeiros classificados do campeonato. De resto, essa dificuldade para evitar que o desgaste provocado pelas competições europeias se reflita no rendimento interno não é um exclusivo dos minhotos.