Premium Sporting abalado após desaire na Madeira

Sporting abalado após desaire na Madeira
Jorge Maia

Tópicos

Sofrer um golo aos oito minutos depois de uma semana tão difícil é coisa para abalar qualquer equipa.

1 - A boa notícia para o Sporting, se quisermos muito espremer uma do jogo de ontem na Madeira, é que Bruno Fernandes não deu sinais de ter ficado abalado pelo fracasso da transferência para Inglaterra. O capitão fez o que pôde, mas não pode fazer tudo e a verdade é que o Sporting não conseguiu reagir à goleada sofrida frente ao Benfica na Supertaça, entrando com um empate na I Liga. Mas há atenuantes. Sofrer um golo logo aos oito minutos de jogo é o tipo de coisa que abala qualquer equipa. Se essa equipa vem de uma semana particularmente difícil, é apenas natural que o abalo seja mais profundo.

O golo de Getterson mexeu com as ideias que os leões levaram para a Madeira, algumas delas perfeitamente razoáveis. Luiz Phellype no lugar de Bas Dost, por exemplo, deveria permitir recuperar a bola em zonas mais altas. O regresso a um desenho mais "tradicional" no eixo da defesa, capitalizando o entrosamento entre Coates e Mathieu, deveria garantir outra solidez defensiva, depois da experiência com três centrais frente ao Benfica. Deveria. A verdade é que mesmo depois de ter chegado ao empate, o Sporting nunca conseguiu disfarçar a sensação de intranquilidade sempre que os madeirenses passavam a linha do meio-campo, como quem não acredita muito no que está a fazer. E essa falta de convicção não se resolve com mensagens de autoajuda no Twitter.