"Estamos a falar de homens. As emoções estão presentes e há jogadores que conseguem lidar melhor"

"Estamos a falar de homens. As emoções estão presentes e há jogadores que conseguem lidar melhor"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Armando Evangelista, treinador do Arouca, no final do encontro com o Santa Clara (1-1)

Jogo e lance do empate do Santa Clara: "Tivemos mais oportunidades de golo nas duas partes. Foi um jogo que não teve a velocidade que se pedia, as duas equipas respeitaram-se em demasia. Com o jogo controlado, e com vantagem, não poderíamos ter permitido o que permitimos. Estávamos confortáveis, seguros, e, num lance em que a bola é colocada na área, em que temos superioridade numérica e a bola controlada, acabámos por sofrer um golo caricato, algo que tem acontecido ultimamente em casa."

Ponto ganho ou dois perdidos? "É um ponto somado, não queríamos um ponto, a nossa abordagem não foi essa. Tínhamos a certeza de que estes três pontos nos dariam conforto para os próximos jogos, com adversários diretos a jogar entre si. Só o final do campeonato é que poderá dizer se este foi um ponto ganho ou se foram dois pontos perdidos. Há que dar mérito ao Santa Clara, tem jogadores muito evoluídos, o que torna a tarefa difícil, porque com posse de bola têm a capacidade para a esconder e depois acelerar."

O que falta jogar e as emoções: "Temos quatro finais pela frente, vamos ter de as enfrentar com coragem e determinação para conseguir o que pretendemos. É óbvio que [a pressão] também conta. Estamos a falar de homens, as emoções estão presentes, há os jogadores que conseguem lidar melhor com elas do que outros. O Santa Clara não causou tantos problemas que nos obrigasse a cometer erros."