"Ser jogador de futebol é a melhor profissão do mundo"

"Ser jogador de futebol é a melhor profissão do mundo"

Petit foi apresentado esta quarta-feira como treinador do Belenenses SAD. O antigo treinador do Marítimo sucede a Pedro Ribeiro no comando técnico da formação de Belém.

Ambição: "Tenho tido projetos difíceis, mas projetos que me dão bastante prazer e satisfação. Comecei por baixo, como jogador e como treinador, e tive de passar por todos os processos. Agora estou num grande clube, com uma boa administração e um bom plantel. Conheço a maior parte dos jogadores. Só podemos ter sucesso se os jogadores ajudarem, nós damos as ferramentas e as ideologias de treino, mas os jogadores têm de estar comprometidos e a acreditar no que estão a fazer."

Jovens com valor: "Temos miúdos com 18 e 19 anos que sempre sonharam ser jogadores profissionais. Agora têm ainda mais oportunidades. Ser jogador de futebol é a melhor profissão do mundo, mas o futebol é um mundo muito rápido, são carreiras muito curtas. Temos de saber aproveitar ao máximo."

Considera-se um treinador-salvador de equipas?: "Vocês conhecem-me. Tenho tido estes projetos difíceis, mas não sou salvador. Só podemos ambicionar o topo começando por baixo, já foi assim como jogador. Encontrei aqui uma boa administração, já conheci algumas pessoas que trabalham aqui e os jogadores, alguns até joguei contra eles"

Pouco tempo até ao jogo e mudanças na ideia de jogo: "Já estive em dois clubes em que fui o terceiro treinador. Já entrei em projetos três dias antes de um jogo, agora entrei a cinco dias do jogo. Vamos mudar algumas coisas, mas com seis treinos não dá para fazer grandes mudanças. A ambição vai ser sempre lutar pelos três pontos, tentar ganhar."