"Considero este caso uma canalhice. Não vale tudo para denegrir a minha imagem"

"Considero este caso uma canalhice. Não vale tudo para denegrir a minha imagem"

Rui Costa concedeu na noite desta quinta-feira uma entrevista a José Alberto Carvalho no Jornal das 8 da TVI. Polémica em torno da empresa Footbab foi um dos temas abordados.

Polémica com a empresa Footlab: "Considero este caso uma canalhice. Não vale tudo para denegrir a minha imagem. O Footlab não é uma casa de agenciamento mas sim um espaço aberto ao público para aluguer de campos, para aniversários ou clubes, para divertimento e não agenciamento. Acredito que quem referiu isso sabe perfeitamente o que é o Footlab. Criei para o futuro dos meus filhos e não preciso de tirar de lá o meu nome ou escondê-lo. É das partes que mais me toca. Não sou imune a críticas, quero ser avaliado como presidente mas não conseguem tocar na minha honra e sobretudo no meu amor pelo clube. Não preciso de recuar ao verão de 1993 ou quando voltei. Não permito isso a ninguém".

"Eles fizeram-me isto?", uma reação atribuída a Vieira: "Sabemos quantos anos Vieira esteve à frente e deu ao clube. Estando naquela situação, não podia ter outra reação. Não acredito que seja uma posição fácil, mas também não era para nós fácil assumir esta posição. Na minha apresentação o misto de emoções era tal que se tornou difícil expressar-me. Compreendo perfeitamente a sua reação. Ele sabe que eu jamais seria ingrato com ele. Naquele momento só contava o Benfica."

Orgulho: "Sempre orgulhoso no Benfica. Entrei ainda não tinha 9 anos, fiz carreira até aos 22 anos. Estive 12 anos fora e nunca esqueci o Benfica. Foi sempre motivo de grande orgulho trabalhar para o Benfica, servir o Benfica. Foi isso que me fez assumir a responsabilidade. A coisa mais fácil seria não assumir, mas seria a maior cobardia não o fazer."