Correio da Manhã: Novo Banco arrestou bens de Luís Filipe Vieira

Correio da Manhã: Novo Banco arrestou bens de Luís Filipe Vieira
Redação

Tópicos

Luís Filipe Vieira tem agora até dia 2 de novembro para deduzir oposição ao arresto pedido pelo Novo Banco e decretado pelo Tribunal Cível de Lisboa.

O Novo Banco arrestou os bens pessoais de Luís Filipe Vieira, antigo presidente do Benfica, para "garantir o pagamento de uma dívida da Promovalor, empresa de Vieira, no valor de mais de 7,5 milhões de euros", avança esta sexta-feira o "Correio da Manhã". De acordo com as mesmas informações, este é apenas um dos créditos contraídos pelo grupo de Vieira junto do Novo Banco, numa dívida que ultrapassa os 760 milhões de euros.

Na sequência de uma providência cautelar do Novo Banco, o Tribunal Cível de Lisboa decretou que as ações da Benfica SAD e a moradia da família na margem sul do Tejo, dois ativos de Vieira, fossem arrestadas.

Luís Filipe Vieira tem agora até dia 2 de novembro para deduzir oposição ao arresto pedido pelo Novo Banco e decretado pelo Tribunal Cível de Lisboa.

No caso de pagar a multa, Vieira tem mais três dias, neste caso, até dia 5, para saldar a dívida.