Boavista vai defrontar o Portimonense: "Temos 15 jogadores disponíveis"

Boavista vai defrontar o Portimonense: "Temos 15 jogadores disponíveis"

João Pedro Sousa, treinador do Boavista, fez a antevisão ao jogo frente ao Portimonense, no Bessa, referente à segunda fase da Taça da Liga.

Benefícios do triunfo na Madeira: "Foi um início positivo. Difícil, mas positivo. Temos que ser honestos e fazer uma análise realista sobre o que se passou na Madeira: abordámos o jogo tal como havíamos previsto, percebendo bem as dificuldades do adversário, mas sempre com o objetivo de tentar ganhar o jogo. É essa a filosofia deste clube, obriga-nos a isso. Temos que melhorar, porém, a todos os níveis: a nível tático, físico e até mental. Tirámos muitos dados para analisar sobre o que já foi feito. Temos que reforçar alguns parâmetros. Ficou a certeza também de que temos um bom grupo de trabalho, mas é preciso de ser reforçado."

Reforços ainda por inscrever: "Estão impedidos de jogar e há gente identificada. Precisamos de contratar e o trabalho está a ser feito. O nosso presidente tem feito um trabalho notável, oferecendo as melhores condições. É isso que seguramente vai acontecer: o Boavista vai ser mais competitivo. Nas primeiras semanas vamos ter muito trabalho pela frente porque o tempo é curto. Temos que dar passos muitos assertivos na construção do plantel, mas estamos todos em sintonia, entre equipa técnica e administração da SAD. Ainda esse respeito, temos o melhor reforço no próximo jogo: os nossos adeptos vão estar presentes. Temos muitas saudades deles. O Estádio do Bessa é com público é completamente diferente."

Elis e Mangas e o Bordéus? "São jogadores do clube, nada mais. Percebo, pela qualidade deles, pela capacidade que demonstraram no passado. Entendo que sejam jogadores apetecíveis para outros clubes. Temos que estar preparados. O Sauer, por exemplo, sabemos que teve clubes importantes interessados nele, mas o nosso presidente já garantiu que vai ficar. Felizmente, vai ficar, sendo um jogador que aprecio muito. Acredito que Elias e Mangas tenham sido dados como certos no Bordéus, pela foi pela Imprensa. São jogadores do Boavista."

O público e a empatia com a equipa: "Sabemos que em futebol os adeptos querem é vitórias. Esperam sempre de nós uma melhoria diária e é isso que tentamos fazer. Longe de mim pedir aos adeptos que compreendam uma derrota, isso nunca vai acontecer. Eles sabem as dificuldades que atravessamos neste momento e, por isso, imagino que eles não estejam agradados com este nosso condicionamento. Temos que trabalhar com as armas que temos para tentarmos vencer os desafios que temos pela frente."

O jogo com o Marítimo e o Portimonense: "São equipas diferentes, com dinâmicas diferentes. O Portimonense tem jogadores muito experientes e que jogam juntos há bastante tempo. São muito fortes em termos físicos, com um padrão de jogo reconhecido no bom sentido. É uma equipa de ataque, mete muita gente na frente, pelos corredores laterais e pelo corredor central, assim como são fortes nas bolas paradas. Esperamos um adversário extremamente complicado, como se verificou na Madeira. Temos que encontrar uma estratégia para tentar ganhar o jogo."

Mais alguma solução disponível? "Ainda não podemos contar com mais jogadores. Perdemos o Paulinho (transferido) e o Sauer por castigo. Temos 15 jogadores disponíveis."