Peru leva Gustavo Dulanto do Boavista

Peru leva Gustavo Dulanto do Boavista
Cristina Aguiar

Tópicos

O central peruano foi um dos principais destaques, frente ao FC Porto, e também notícia no seu país

ogar no dérbi com o FC Porto deu uma expressão maior à estreia de Gustavo Dulanto a titular do Boavista. O momento foi badalado, ontem, pela comunicação social no Peru, com direito a uma entrevista em direto, via telefone, num programa desportivo da rádio. O dia 10 de novembro foi, pois, especial para o central peruano. "Estou contente, mas foi o jogo em que mais corri na vida", disse, tentando explicar "a intensidade do futebol na liga portuguesa".

Dulanto, de 24 anos, enfrenta "tranquilo" o desafio proporcionado pelo Boavista, depois de ter passado por uma experiência "desagradável" no seu anterior clube, o Real Garcilaso, que o fez decidir pela rescisão. A refazer a carreira longe do país natal, e com o sonho de um dia representar a seleção do Peru, Dulanto sente que está a recuperar do facto de ter integrado tarde o plantel de Lito Vidigal. "Custou-me muito adaptar-me, mas com a ajuda do nutricionista do clube consegui eliminar o excesso de peso". A chamada à equipa titular, frente ao FC Porto, é sinal de está "a fazer bem as coisas", mas reconhece que não é fácil, tendo em conta que há "quatro centrais no plantel. Eu sou o mais jovem de todos e tenho de lutar por um lugar com eles".

Até ao passado domingo, pouco se conhecia de Dulanto, porque a primeira vez que jogou foi para a Taça da Liga, na derrota com o Casa Pia. Do defesa peruano havia apenas a promessa de que iria despontar, feita pela Direção do Boavista, durante a sessão de esclarecimento aos sócios sobre as decisões no mercado de verão. Nessa altura, Dulanto era nome desconhecido para os boavisteiros, que no passado domingo terão gostado de o ver em ação.