António Salvador "triste" com ausência de adeptos nas cerimónias do centenário do Braga

António Salvador "triste" com ausência de adeptos nas cerimónias do centenário do Braga

António Salvador fala em "tristeza" por não poder comemorar com os sócios e adeptos o centenário do clube, assinalado esta terça-feira, devido à pandemia de covid-19.

Num ato simbólico do hastear da bandeira, na cidade desportiva do clube António Salvador assinalou, esta terça-feira de manhã, o centenário do Braga, recordando os seus fundadores e comentou a "tristeza" por não poder comemorar com os sócios e adeptos o centenário do clube, assinalado esta terça-feira, devido à pandemia de covid-19.

"Quero realçar o centenário do Sporting de Braga, 100 anos de uma história muito rica, e recordar os que foram os fundadores do nosso clube e todos os que, ao longo destes 100 anos, passaram e serviram este clube com amor e paixão, desde dirigentes, colaboradores e atletas", disse o presidente do clube após a cerimónia reservada aos dirigentes.

António Salvador lamentou não poder festejar o 100.º aniversário com os adeptos do Braga.

"É um momento de tristeza também por não podermos comemorar este centenário no meio dos nossos adeptos e sócios, mas é o momento que estamos a viver e que temos que levar muito a sério. Aproveito para dizer às pessoas para se protegerem e se resguardarem, ficarem em casa, porque é um momento muito difícil que estamos a passar", disse numa alusão à pandemia de covid-19, garantindo que o clube vai continuar a desempenhar um papel na comunidade.

"Esta instituição não é só futebol ou desporto, tem uma responsabilidade social perante a comunidade, é a isso que o Sporting de Braga nos habituou ao longo da sua história e é isso que vai continuar a fazer, estar presente sempre que possível", sublinhou.

O presidente da mesa da assembleia geral, José Manuel Fernandes, frisou "a frustração" de não poder celebrar o centenário com os sócios e adeptos, "mas a pandemia há de acabar", notou.

"O Sporting de Braga é um clube que tem estado sempre em crescimento a todos os níveis, é muito importante para a região e para a sua juventude. É um clube eclético e de sucesso nacional e reconhecido em termos europeus e mundiais", disse.

José Manuel Fernandes considera que o Braga está "no caminho seguro e certo, bem comandado por António Salvador, que tem muito mérito no patamar que o clube atingiu".

O dirigente realçou também a responsabilidade social do Sporting de Braga, um clube que "já esteve num campo de refugiados na Grécia, que vai aos hospitais".

"É um clube que transporta valores e isso começa logo na formação, nesse domínio o Sporting de Braga também é um exemplo, estamos a construir um modelo de sucesso", afirmou.

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, felicitou o clube bracarense numa nota no sítio oficial da federação.

"Gostaria, na pessoa do presidente António Salvador, de felicitar calorosamente todos os atletas, treinadores, staff, sócios e adeptos do Sporting de Braga pela celebração do 100.º aniversário do clube", lê-se.

Fernando Gomes frisa que "o Sporting de Braga é um enorme clube português que, ao longo da sua história, agora secular, sempre honrou, no seu ecletismo e diversidade, o futebol e o desporto nacionais".

"Clube de enorme projeção e importância regional, nacional e internacional, o Sporting de Braga é igualmente um exemplo para todos os emblemas que olham o futuro com ambição, visão, espírito de conquista e vontade de ir ainda mais longe", conclui o presidente da FPF.