Celebração do centenário do Braga começou com o hastear da bandeira

Celebração do centenário do Braga começou com o hastear da bandeira
Redação

Tópicos

António Salvador e um membro da direção arsenalista protagonizaram, em conjunto, o momento solene de arranque da comemoração de 100 anos de história

As comemorações do centésimo aniversário do Braga, celebrado esta terça-feira, começaram com o tradicional hastear da bandeira do clube minhoto, ato feito em conjunto, na Cidade Desportiva, pelo presidente António Salvador e um elemento da respetiva direção.

"Esta manhã, na Cidade Desportiva, cumpriu-se o tradicional hastear da bandeira do SC Braga, momento que marcou o início das comemorações do Centenário do Clube. A cerimónia contou com a presença do Presidente António Salvador e respetiva Direção", pode ler-se na nota do clube da cidade dos Arcebispos.

Após a realização do momento solene, ao qual assistiu um número reduzido de pessoas em função do contexto pandémico, António Salvador lamentou, por essa razão, não poder celebrar a data festiva entre a massa adepta e associada do emblema bracarense.

"Não podemos comemorar este aniversário no meio dos nossos adeptos e sócios. É o momento que estamos a viver [pandemia] e temos que levar muito a sério. Temos de nos proteger, resguardar e ficar em casa porque estamos a atravessar um momento muito difícil", referiu o dirigente.

António Salvador realçou, no complexo desportivo bracarense, a "histórica muito rica" do Braga e, por isso, dirigiu palavras de apreço àqueles que, a 19 de janeiro de 1921, decidiram criar o clube minhoto.

"[Devo] Recordar aqueles que foram os fundadores do nosso Clube e aqueles que ao longo desta história passaram e serviram este clube com amor e paixão", enalteceu o presidente do Braga, que assumiu ainda o "foco na responsabilidade social, muito importante nos dias que vivemos hoje".