Sá Pinto e o que disse Salvador: "Estou cem por cento de acordo"

Sá Pinto e o que disse Salvador: "Estou cem por cento de acordo"
Pedro Rocha

Tópicos

Treinador do Braga fez a antevisão ao jogo da Liga Europa com o Besiktas e comentou as declarações de Salvador após o empate (2-2) com o Famalicão.

Jogo com o Besiktas pode definir a continuidade no comando do Braga? "Não sei, provavelmente você sabe mais do que eu. Não tenho essa informação. Estamos em primeiro lugar no grupo e temos tido uma prestação muita boa. Começámos a época com o objetivo de nos apurarmos para a fase de grupos da Liga Europa, entrámos de forma competente e nesta altura estamos no primeiro lugar. Temos a oportunidade de passar à fase seguinte e não queremos perdê-la. É um desejo. Entramos em todos os jogos sempre com o objetivo de conquistar vitórias e este jogo não foge à regra. Vamos fazer tudo para que isso aconteça".

O melhor arranque do Braga na Liga Europa: "O Braga é a equipa que tem contribuído mais para o ranking do futebol português. Esta é uma competição diferente e queremos continuar bem. Temos tido grande exigência em números de jogos consecutivos. Estes jogos exigem muito do ponto de vista físico e até psicológico. Nem sempre estamos como nós queremos, mas temos obtido bons resultados. A equipa tem de ter uma identidade de jogo e não abdicamos dela. Temos que controlar os adversários e criamos sempre muitas oportunidades. E não vou fugir desse caminho. Enquanto não demonstrarem que os outros são melhores do que nós, não abdico disso. Olhando para as estatísticas, temos feito muito, mas também há coisas a corrigir. Dentro do pouco tempo que temos que temos tido, temos trabalhado isso, corrigindo alguns erros. Divirto-me a ver a minha equipa a jogar e eles [os jogadores] também se divertem. Simplesmente não têm aparecido tantas vezes os bons resultados no campeonato".

Besiktas: "Estou à espera de um Besiktas forte. É um jogo de tripla. O fator casa não nos dá vantagem nenhuma. Este Besiktas começou como cabeça de série neste grupo e vejam o seu posicionamento no ranking. Amanhã é outro jogo e a nossa vontade é ganhá-lo. É uma equipa fortíssima, com belas individualidades, e ainda vai a tempo de conseguir os resultados desejados, pelo que também vão lutar pela vitória. Estou à espera disso. Depois da nossa vitória na Turquia, ganharam por exemplo ao Galatasaray e vêm para cá no seu melhor".

A montra europeia torna o Braga mais competitivo? "Somos muito competitivos e muito dominantes em todos os jogos. Construimos muitas oportunidades em todos os jogos. Tem-nos faltado apenas alguma eficácia. Na Europa temos conseguido grandes resultados e ainda não perdemos. Queremos continuar vitoriosos, mas não se pode falar numa mudança de mentalidade em termos de abordagem aos jogos. Na Liga, os jogos com equipas candidatas ao título, assumimos sempre os jogos, dominámos os adversários e isso fez com que nos expuséssemos um pouco mais do que na Liga Europa. A obrigação de ganhar a um Besiktas ou a um Wolverhampton não é a mesma. No nosso campeonato não podemos perder tempo e esperar que o adversário falhe. Tentamos ser dominadores para ganhar. E os adversários jogam no nosso erro. Isso acontece constantemente, como se verificou por exemplo contra o Famalicão, depois de eles terem perdido, por expulsão, um jogador. Na Liga Europa não nos expomos tanto e temos sido mais felizes e eficazes".

Braga de duas faces? "Não há uma forma diferente de jogar. O Braga não joga de bola de pontapé para a frente. Algumas vez viram o Braga jogar de forma diferente? Simplesmente não temos sido tão eficazes na Liga como na Liga Europa, onde não temos que nos expor tanto. Mas a ideia de jogo tem sido sempre a mesma. Não abdicamos disso. Na Liga temos mais responsabilidades sobre os adversários, somos obrigados a criar mais".

Declarações do presidente António Salvador: "Todos conhecemos a personalidade do nosso presidente. Ele quer sempre ganhar sempre tal como nós. Só que nem sempre é possível, mas estou cem por cento de acordo com ele. Temos que assumir a responsabilidade de que somos o Braga e também sei que mais tarde ou mais cedo vamos lá chegar".