Empréstimo do Wolverhampton rende em Famalicão: joga como nunca e agita à frente

Empréstimo do Wolverhampton rende em Famalicão: joga como nunca e agita à frente

Doze jogos seguidos a titular é um recorde na carreira sénior do lateral-esquerdo Rúben Vinagre. Números defensivos são inferiores a Verdonk e Edwin Herrera, mas no ataque destaca-se.

Rúben Vinagre é o reforço contratado em janeiro com mais jogos pelo Famalicão e o lateral-esquerdo nunca teve tantos minutos seguidos na carreira sénior. Emprestado pelo Wolverhampton (Inglaterra), Vinagre leva 12 partidas consecutivas a titular e não perdeu uma única desde que foi contratado.

Apesar de o recorde de encontros numa época remontar a 2019/20, quando terminou o ano com 32 jogos, sendo 18 a titular, o internacional sub-21 não fez mais de quatro partidas seguidas nesse ano, entre o elenco inicial dos Wolves. Além disso, conseguiu resolver um problema que subsistia nos minhotos. Pelo lado esquerdo já tinham passado Edwin Herrera, Verdonk e, até, Gil Dias, enquanto lateral adaptado. Reduzindo a comparação somente aos defesas de raiz, Vinagre perde nos registos defensivos, mas arrasa nos ofensivos.

O português tem 54 por cento de duelos ganhos, contra 58 por cento de Herrera e 61,6 de Verdonk. Desses, 42,3 por cento são duelos aéreos eficazes e aqui Herrera (53,1 por cento) leva a melhor sobre Vinagre e Verdonk (46,7 por cento). O neerlandês soma 7,61 intersecções por partida contra as 4,53 de Herrera e as 3,65 de Vinagre, e uma média de 7,83 recuperações face às 7,8 do mexicano e as 5,48 do luso. Só que Vinagre desequilibra no último terço. Faz, em média, 2,43 cruzamentos - Verdonk tem 1,52 e Herrera 1,13 - e desses 46,4 por cento levam a direção certa contra 33,3 por cento de Herrera e 28,6 por cento de Verdonk. Quanto aos dribles, o desnível ainda é maior: 6,35 dribles por encontro de Vinagre batem os 1,64 de Herrera e os 0,43 de Verdonk e a eficácia dos dribles queda-se pelos 61,6 por cento, ligeiramente superior à de Herrera (61,5) e bem melhor que a de Verdonk (50 por cento).

Edwin Herrera a voltar
O Famalicão continua a preparar o regresso ao campeonato, que só ocorrerá a 4 de abril, na receção ao Paços de Ferreira. O clube divulgou, nas redes sociais, fotos do treino de ontem, onde foi possível ver o lateral Edwin Herrera, que esteve ausente dos últimos desafios devido a uma infeção respiratória. Apesar de o boletim clínico só ser divulgado em dia de jogo, Herrera estará mais próximo da recuperação.