Ivo Vieira: "Muitas vezes as pessoas gostam que se diga aquilo que querem ouvir"

Ivo Vieira: "Muitas vezes as pessoas gostam que se diga aquilo que querem ouvir"

Declarações do treinador Ivo Vieira, do Famalicão, após empate em Alvalade com o Sporting (1-1) na 26ª jornada da Liga NOS

Análise do jogo: "É um ponto a somar àquilo que é a nossa caminhada. Sabíamos que jogar aqui perante o Sporting seria uma tarefa difícil, já tinha dito no lançamento, mas o nosso intuito era procurar mais do que o empate. Estamos conscientes da força do Sporting, o momento que está a passar no campeonato, e nós tínhamos que lutar pelo resultado. Conseguimos somar um ponto e é importante para aquilo que é a nossa caminhada. Ainda estamos longe e vamos continuar a luta para conquistar pontos. Como tivemos um erro na primeira parte, o Sporting fez um golo. Corremos atrás e conseguimos empatar. Na segunda parte, o Sporting teve mais posse, teve uma ou outra oportunidade, mas nós fomos defendendo à medida que pudemos. Tentamos sair, mas o Sporting por mérito não nos deixou e nós tivemos que fazer a leitura correta e certa daquilo que foi o jogo".

Evolução da equipa: "Num grupo todos os atletas devem-se sentir parte integrante do processo. Normalmente sou verdadeiro e frontal com os atletas, os diretores, os adeptos. Obviamente, no futebol, muitas vezes muitas vezes as pessoas gostam que se diga aquilo que querem ouvir. E eu não sou assim. Eu avalio, analiso e sou uma pessoa que tenho opinião própria e no fundo defendo que com os atletas tem que ser assim, verdadeiro. a razão por que não jogam, ou porque jogam, senão não fazia sentido. quando se tem muita frontalidade com eles é uma forma de conquistá-los. É a minha forma de ser na vida, com os jogadores e com todas as outras pessoas, embora cada vez haja menos espaço na sociedade para pessoas com essa frontalidade. mas eu não vou mudar aquilo em que acredito e aquilo que deve ser o ser humano".

Objetivos: "Cheguei cá e o Famalicão ocupava a última posição. O objetivo obviamente é se manter na I Liga e ganhar uma posição que possa estar sustentável naquilo que é o nosso objetivo, que é a manutenção. Obviamente se conseguirmos isso o quanto antes melhor, mas não podemos traçar outros objetivos antes disso. Vai ser uma tarefa árdua. Se pudermos dar mais, vamos dar, que é o nosso desejo, mas temos que ser muito conscientes daquilo que é o campeonato, há muitas equipas na luta"".