Ugarte é intocável no Famalicão e duplicou a cotação em poucos meses

Ugarte é intocável no Famalicão e duplicou a cotação em poucos meses

Contratação recorde do clube - a transferência fez-se por três milhões de euros - já está avaliada em igual valor pelo portal Transfermarkt.

Jorge Silas, ex-treinador do Famalicão, referiu, em entrevista ao Canal 11, que os três milhões de euros pagos pelo clube ao Fenix (Uruguai) pelo médio Ugarte, que se tornou na transferência mais cara da história do clube, "não são nada", quando comparados com a qualidade do jogador, que "facilmente" chegará a um grande.

Ora, a verdade é que o uruguaio, recentemente pré-convocado para a seleção principal, já tem um valor de mercado cifrado precisamente em três milhões de euros, segundo o Transfermarkt, portal especializado na matéria: o dobro do que valia em outubro, na última avaliação.

Contratado a 29 de dezembro por cinco temporadas, cedo se afirmou como indiscutível, primeiro com João Pedro Sousa; manteve o estatuto com Jorge Silas e, apesar de ter falhado a estreia de Ivo Vieira ante o Braga (2-2), devido a castigo, o treinador madeirense lançou-o de início na goleada ao Marítimo, por 4-0. E os números dão razão a esta aposta. Ugarte, que já é o segundo médio mais utilizado na Liga NOS - tem 860 minutos, contra os 1427 de Gustavo Assunção - bate os restantes três médios com maior tempo de jogo - Joaquín Pereyra (736") é o terceiro e Pêpê Rodrigues (650") o quarto - em vários aspetos. Ugarte regista uma média de 4,27 dribles por jogo e 7,24 recuperações. Depois, fica atrás de Joaquín Pereyra nos remates (1,19 contra 1,5), na eficácia dos dribles (60,5 por cento contra 66,7 de Pereyra e Pepê), na percentagem de duelos ganhos (52,6 face a 54,9) e nos duelos ofensivos (49,5 para 53,1). Todavia, Pereyra está longe de ser um indiscutível como atualmente o é Ugarte, a par de Gustavo Assunção e Pêpê. Aliás, este trio regista uma eficácia de passe muito acima da do argentino: 88,8 por cento em Gustavo Assunção, 87,5 por cento para Pêpê e 87,1 em Ugarte. Pereyra fica-se pelos 75,2 por cento.