"Dito pautou-se sempre por valores éticos de enorme respeito"

"Dito pautou-se sempre por valores éticos de enorme respeito"
Redação com Lusa

Tópicos

Pedro Proença reage à morte do antigo internacional português.

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, lamentou esta quinta-feira a morte do ex-internacional Dito, que era diretor geral do Gil Vicente e aportava uma "grande imagem de fair-play e profissionalismo".

"Foi com profundo pesar que soube da partida prematura do Dito, um ex-jogador e dirigente que nos deixa uma grande imagem de fair-play e profissionalismo. O Dito era também um excelente ser humano, que se pautou sempre por valores éticos de enorme respeito", frisou o dirigente, numa nota publicada no sítio oficial da LPFP na Internet.

Pedro Proença enviou "o mais profundo abraço" à família, aos amigos e ao Gil Vicente pela perda de Dito, antigo treinador e ex-jogador de "simpatia e alegria absolutamente contagiantes", que morreu aos 58 anos numa "partida inesperada", que deixa o futebol "muito mais pobre".