Funeral de Dito decorre este sábado em Barcelos

Funeral de Dito decorre este sábado em Barcelos
Redação com Lusa

Tópicos

Antigo internacional português faleceu na quinta-feira, aos 58 anos.

As cerimónias fúnebres de Dito, diretor-geral do Gil Vicente falecido na quinta-feira, vão decorrer no sábado, às 15h30, na Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, informou esta sexta-feira o clube.

"Neste momento de dor, sentimos a força de toda a família gilista e juntos enviamos, uma vez mais, as condolências a todo a família do nosso eterno Dito", lê-se numa nota publicada pela formação de Barcelos nas redes sociais.

O antigo internacional português e ex-treinador Dito morreu na quinta-feira, aos 58 anos, confirmou à Lusa fonte dos minhotos, que anteciparam o final do estágio no complexo desportivo de Melgaço, onde chegaram no domingo e deviam permanecer até sábado.

O dirigente dos galos sentiu-se mal quando viajava de automóvel para o concelho do distrito de Viana do Castelo, tendo sido assistido pelos médicos do clube no local e transportado mais tarde para o hospital de Monção, sem que os esforços surtissem efeito.

Eduardo José Gomes Camassele Mendez, mais conhecido no futebol por Dito, nasceu em Barcelos em 18 de janeiro de 1962 e foi internacional em 17 ocasiões pela seleção nacional, tendo juntando passagens por Gil Vicente, Sporting de Braga, Benfica, FC Porto, Vitória de Setúbal, Espinho, Torreense e Ovarense, entre 1975 e 1996.

À carreira como defesa central, abrilhantada pelas conquistas da I Liga e da Taça de Portugal ao serviço das águias, na temporada 1986/87, seguiu-se um percurso como treinador no Esposende, Salgueiros, Felgueiras, Chaves, Portimonense, Ribeirão, Moreirense, juniores do Braga, Varzim, Famalicão e Covilhã.