Os números que dão razão a José Gomes no Marítimo

Os números que dão razão a José Gomes no Marítimo
Carolina Rodrigues

Tópicos

Treinador já fez esquecer o mau arranque de campeonato que colocou a equipa numa posição a que os adeptos não estão habituados. em seis jornadas do campeonato perdeu apenas um jogo

Em reflexo do que sucedeu na época passada, o Marítimo nesta nova temporada, aos comandos de Nuno Manta, voltou a ter um arranque aquém das expectativas, apresentando não apenas resultados negativos, como também exibições pouco conseguidas, o que levaram a um descontentamento geral dos adeptos. De forma a alterar o rumo dos acontecimentos, ao fim de 12 jornadas, Nuno Manta seguiu para outras paragens e entrou em cena o atual treinador, José Gomes.

O técnico de 49 anos encontrou, no Funchal, uma equipa que para além de já estar arredada das duas Taças, encontrava-se num ciclo de sete jogos consecutivos sem triunfar, ocupando o delicado 14.º lugar da I Liga, a apenas três pontos da zona de despromoção. Apesar de a tarefa não se avizinhar fácil, o que é certo, é que seis jornadas depois, os insulares somam apenas uma derrota (4-0), que curiosamente foi na estreia de José Gomes, na casa do líder Benfica.

Com duas vitórias - uma em casa com o Boavista e outra fora com o Rio Ave - e com três empates - dois em casa com Santa Clara e V. Guimarães e um fora de portas com o Famalicão - o treinador conseguiu catapultar os insulares para o 11.º lugar, ocupando agora uma zona mais tranquila na tabela. Além disso, a equipa vem apresentando cada vez mais um processo de jogo concreto, em que a concentração, a entrega e a solidez defensiva são peças-chave, algo que para além dos bons resultados obtidos, tem cativado a massa adepta, que jornada após jornada vem multiplicando elogios ao trabalho do técnico, que na época passada fez um excelente trabalho ao serviço do Reading, de Inglaterra. Agora, o desafio que se segue será dar continuidade a esta boa fase no embate de segunda-feira, em Alvalade, onde os Leões do Almirante Reis desejam repetir o triunfo de 2012/2013.