Moreirense regressa aos treinos a 28 de junho, três dias após os exames médicos

Moreirense regressa aos treinos a 28 de junho, três dias após os exames médicos
Redação com Lusa

Tópicos

O calendário dos jogos de pré-época do Moreirense vai ser anunciado mais tarde, numa altura em que as novidades em torno do plantel são encabeçadas pela contratação por um ano do treinador João Henriques, que orientou o Vitória de Guimarães em 2020/21.

O plantel do Moreirense vai regressar aos treinos a 28 de junho, três dias depois de realizar os habituais exames médicos, confirmou esta sexta-feira à agência Lusa fonte do clube da I Liga.

A preparação da temporada 2021/22 decorrerá na nova academia dos minhotos, a 200 metros do Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, na vila de Moreira de Cónegos, contemplando ainda o tradicional estágio em Ofir, entre 12 e 18 de julho.

O calendário dos jogos de pré-época do Moreirense vai ser anunciado mais tarde, numa altura em que as novidades em torno do plantel são encabeçadas pela contratação por um ano do treinador João Henriques, que orientou o Vitória de Guimarães em 2020/21.

A aposta no técnico natural de Tomar foi confirmada em 5 de junho, após a rescisão contratual de Vasco Seabra, que conduziu os "cónegos" ao oitavo posto da última edição da I Liga, com 43 pontos, igualando a segunda melhor prestação em 11 presenças.

De saída estão também o lateral direito belgo-congolês Anthony D"Alberto, o defesa esquerdo Afonso Figueiredo, o médio Alex Soares e o avançado Pedro Nuno, todos em fim de contrato, sendo que o extremo foi anunciado como reforço do Belenenses SAD.

Já o defesa central internacional venezuelano Nahuel Ferraresi e o centrocampista David Simão terminaram os seus empréstimos ao emblema vimaranense e estão de regresso aos ingleses do Manchester City e aos gregos do AEK Atenas, respetivamente.

Sem reforços oficializados, o Moreirense viu Luís Guimarães substituir Manuel Ribeiro no cargo de diretor desportivo e consumou as renovações do médio e "capitão" Fábio Pacheco e do avançado brasileiro Rafael Martins, melhor marcador de sempre dos minhotos na elite, com 23 golos em 46 jogos, repartidos por 2015/16 e 2020/21.