Vasco Seabra e o embate com o V. Guimarães: "Queremos subir degraus e este jogo pode dar isso"

Vasco Seabra e o embate com o V. Guimarães: "Queremos subir degraus e este jogo pode dar isso"

Treinador do Moreirense projetou o duelo com a formação vizinha e evidenciou ambição em atingir mais vitórias para obter uma classificação num lugar europeu. Duas equipas estão separadas por dois pontos

O treinador Vasco Seabra mostrou-se, esta quinta-feira, focado em assegurar que os futebolistas do Moreirense irão abordar as derradeiras cinco jornadas da Liga NOS "com vontade de serem competentes e altamente competitivos".

"Queremos sempre subir degraus e que ninguém nos apanhe. O próximo jogo poderá dar isso. Mais do que o lugar pretendido neste momento, queremos é lutar por vitórias, para que possamos fazer as contas no final e estar o mais acima possível. Esse é o nosso desafio e a nossa grande proposta", apontou o técnico, em conferência de imprensa.

Quatro dias depois do empate caseiro com o FC Porto (1-1), o Moreirense visita na 30.ª jornada o rival concelhio Vitória de Guimarães, cujo sexto lugar está à distância de dois pontos e poderá ser o último de acesso às competições europeias da próxima época.

"Não é nada que nos preocupe. O que nos preocupa, e isso tem vindo a ser o nosso discurso interno e externo, é predispor-nos para jogar o que falta com vontade de vencer. Este jogo é o mais importante de todos porque é o próximo. Temos criado desempenhos positivos, mas queremos melhorar ainda mais e terminar com mais vitórias", insistiu.

Vasco Seabra espera oposição "muito difícil" em Guimarães, onde os "cónegos" nunca venceram para a I Liga - sete derrotas e três empates -, lamentando a ausência de adeptos, imposta pela pandemia de covid-19, que "traduziria muito mais emoção".

"O Vitória é sempre o Vitória. Não acredito em fases boas ou más, mas num adversário que luta pelas competições europeias, tem qualidade e quer virar o mais rapidamente possível a derrota que teve no último jogo [1-0 frente ao Nacional]. Temos de estar no nosso limite e entrar com força e motivação máxima para sermos competentes", vincou.

Se o Moreirense não ganha há três jogos, o Vitória de Guimarães perdeu sete dos oito últimos duelos, ciclo marcado pela troca técnica de João Henriques por Bino, que tem introduzido mudanças "na forma de jogar e na disposição dos jogadores" em campo.

"Estaremos preparados para as nuances que está a acrescentar na equipa, sabendo que há sempre novidades que o jogo nos traz. A nossa equipa tem conhecimento do jogo e capacidade para se readaptar a situações que possam estar a surgir de forma diferente. Acredito que vamos confiantes e serenos e no limite da nossa intensidade", afiançou.

Prestes a completar uma volta do campeonato no comando dos "cónegos", Vasco Seabra irá continuar privado de Felipe Pires face ao jogo "desgastante" com o FC Porto, tal como os lesionados de longa duração Pedro Amador, Sori Mané, Pedro Nuno e Derik Lacerda.

"Acredito que a nossa equipa consiga recuperar. Queremos é jogar e todos os atletas estão predispostos a isso. Vamos ter uma equipa fresca, muito competitiva e com uma alma grande para se poder unir e superar qualquer fadiga que eventualmente possa existir. A frescura do jogo e da competição supera todos esses momentos", finalizou.

O Moreirense, sétimo colocado com 36 pontos, defronta o Vitória de Guimarães, sexto com 38, na próxima sexta-feira, às 17 horas, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, em partida da 30.ª jornada Liga NOS. Vítor Ferreira (AF Braga) será o árbitro.

Em caso de triunfo da equipa de Moreira de Cónegos, os comandados de Vasco Seabra ocuparão o lugar da formação do berço do país na classificação do campeonato.