APAF faz participação de Sérgio Conceição ao Conselho de Disciplina

APAF faz participação de Sérgio Conceição ao Conselho de Disciplina

Em causa estão as declarações de Sérgio Conceição no final do FC Porto-Paços de Ferreira, da passada jornada da Liga Bwin

A APAF, associação de árbitros portugueses liderada por Luciano Gonçalves, fez uma participação de Sérgio Conceição ao Conselho de Disciplina da FPF. Em causa, as declarações do treinador do FC Porto esta sexta-feira referindo-se ao facto de Tiago Martins, VAR do FC Porto-Paços de Ferreira, da Liga Bwin, não ter revertido a decisão do árbitro Manuel Mota, que nos últimos momentos do jogo expulsou Taremi por alegada simulação na área pacense.

A participação foi confirmada pelo presidente da APAF a O JOGO, que admitiu ter ficado "surpreendido com o timing" das declarações.

"Vejo o Taremi como um jogador super honesto, com a profissão, com os colegas, com os adversários, com os árbitros. Acho que em todos os jogos pede desculpas aos adversários e aos árbitros. É um jogador extremamente honesto. A imagem que criaram dele é de má-fé. Mas pior do que isso é ir toda a gente atrás, como alguns animais, vai toda a gente atrás. Mas aquilo que me espanta, não só desse lance, é que o árbitro pode até ser induzido em erro, pela visão que tem do lance naquele momento, ter algumas dúvidas e não assinalar, sente-se confortável porque tem câmaras e gente para alertar, numa situação que é penálti claríssimo. Das duas uma, ou não tem competência ou precisa de ir ao oculista. Na minha opinião. Aqui é um lance claro, como já aconteceu noutros lances. Temos a facilidade de colar rótulos e selos nas pessoas e depois é difícil tirar. E mais grave é ir atrás e não ir em conformidade com o lance e as nossas convicções. Taremi é um jogador extremamente honesto. No geral, do que eu conheço, já trabalho com ele há algum tempo, diariamente, porque aqui um dia parecem vários e passamos muito tempo aqui, o Taremi é um colega extremamente positivo, honesto, sincero e é um adversário também com as mesmas características. Há rótulos e selos que são colados às pessoas de uma forma que não é merecida e aqui é o caso."", afirmou Sérgio Conceição.

"Existem discursos que não melhoram em nada a credibilidade do futebol e nós entendemos que este faz parte desse grupo de comentários desnecessários", admitiu Luciano Gonçalves, em declarações à Rádio Renascença. "Infelizmente já é o normal começarmos com este tipo de comportamentos ou insinuações. Nós não podemos fazer nada, quem pode é o Conselho de Disciplina e espero que o façam", disse ainda.
Luciano Gonçalves acusa ainda Sérgio Conceição de ter "um objetivo claro" com estas palavras, entendendo apenas que podia "fazer o trabalho dele" de "outra forma". "Ele está a fazer o papel dele e nós vamos fazer o nosso", avisa.