Pinto da Costa lembra chegada de Casillas ao FC Porto: "No princípio..."

Pinto da Costa lembra chegada de Casillas ao FC Porto: "No princípio..."
Carlos Gouveia

Tópicos

Pinto da Costa recordou a contratação de Casillas em mais um episódio do programa "Ironias do Destino", do Porto Canal.

Casillas, chegada e encontro improvável: "O Iker estava com problemas de relacionamento com o Real Madrid, com algumas pessoas de lá. Foi-nos posta a possibilidade de vir e no princípio nem admitimos a hipótese, mas tornou-se viável porque o Real Madrid participou na grande maioria do seu salário. Foi positivo não só pelo seu valor como guarda-redes, mas também porque era uma figura mítica do futebol. Trouxe muitos espanhóis, sobretudo da Galiza, a ver os nossos jogos e não foi por acaso que ele batia recordes nas vendas de camisolas. Deixou uma boa recordação, infelizmente teve que interromper a sua estadia aqui como jogador, mas esse problema está ultrapassado. Foi uma lenda do futebol espanhol que nós temos muita satisfeita por ter feito parte da alguma história do FC Porto."

Apaixonou-se pela cidade: "Tanto ele como a mulher e os miúdos adoravam. Faziam uma grande publicidade ao Porto. Recordo-me de ir a um evento, o centenário do jornal Marca, onde estava o Rei de Espanha e também o Iker e as referências ao clube e à cidade eram abonatórias e isso era por causa do Iker que dava sempre as melhores referências."

Andebol, heptacampeonato: "Tinha sido vencido vencer o primeiro mas depois embalámos e nesse ano ganhámos o heptacampeonato com o Obradovic, de quem eu gostava muito. Foram aí lançados alicerces muito sólidos para aquilo que é o andebol hoje em dia, tanto a nível nacional como internacional. O FC Porto é reconhecido na Europa como uma das grandes potenciais. Acho que esse heptacampeonato foi o consolidar da hegemonia do FC Porto no andebol português e abriu as portas a nível internacional."