Oposição do Sporting fala em ilegalidades a apresenta dois requerimentos

Oposição do Sporting fala em ilegalidades a apresenta dois requerimentos

Nuno Sousa crítico com ao agendamento. Ricardo Oliveira lamenta não se votar segunda volta

Nuno Sousa, que no passado pertenceu à lista "Leais ao Sporting", de Bruno de Carvalho, é firme oposição ao elenco de Frederico Varandas e recentemente reiterou que será candidato, como tinha afirmado pela primeira vez há um ano. Por isso, escreveu um comunicado no qual aponta irregularidades na marcação da Assembleia Geral do Sporting, marcada para este sábado.

Nuno Sousa refere que a "AG está ferida de ilegalidades". O sócio sportinguista contestou "a submissão a votação de documentos que os sócios reprovaram", considerou "a convocação um abuso de direito e usurpação de poder", alegou que o "universo de sócios é diferente do convocado nas AG anteriores" e afirmou ainda que viola "o princípio da igualdade" por, desta vez, ser a um sábado, dia de jogo e com horário alargado de voto.

Já o gestor Ricardo Oliveira, escreveu uma carta aberta dirigida a Rogério Alves, Presidente da Mesa da AG, manifestando repúdio por não ser votada uma segunda volta no processo eleitoral. A MAG recebeu ainda requerimento para que a votação comece depois da discussão dos pontos na ordem de trabalhos e outro para a destituição dos órgãos sociais.