Sporting responde ao comunicado do FC Porto e revela exigência à Liga

Sporting responde ao comunicado do FC Porto e revela exigência à Liga

Sporting emitiu comunicado para responder ao FC Porto, que acusa de "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga de Portugal"

O Sporting emitiu um comunicado, nos últimos minutos desta segunda-feira, para responder ao que o FC Porto, horas antes reagiu em comunicado ao anúncio do Sporting, que esta segunda-feira - véspera do jogo da meia-final da Taça da Liga - revelou que Sporar e Nuno Mendes podem jogar na Taça da Liga, apesar de terem testado positivo à covid-19 na passada quarta-feira.

Os dragões reagiram agora à decisão do rival de terça-feira, dizendo que o Sporting "anunciou a intenção de cometer um atentado à saúde pública", visto que Nuno Mendes e Sporar "não cumprirão os dez dias de isolamento que são obrigatórios para quem testou positivo".

Perante isto, o Sporting acusa o FC Porto "pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga de Portugal", acusando o clube azul e branco de, com a ameaça de "repensar a participação na final four da Taça da Liga", apenas "pretende que dois falsos positivos continuem a falsear a verdade desportiva".

No mesmo comunicado, o Sporting revela ainda que irá fazer uma exigência à Liga Portugal: " A Sporting CP - Futebol, SAD exigirá à Direcção da Liga para que, tanto de ora em diante, como relativamente aos jogos já disputados, solicite a todos as SAD participantes o envio de cópias de todos os exames efectuados a todos os jogadores convocados por cada uma das SAD. Só com essa centralização se assegurará a transparência do sistema".

COMUNICADO

"Em função do Comunicado de hoje da FC Porto SAD, a Sporting CP - Futebol, SAD refere o seguinte:

1. A FC Porto SAD, fingindo não perceber o óbvio, entretém-se a pressionar, de forma absolutamente inaceitável, as autoridades da Saúde e a Liga de Portugal. Espera-se que o teor do Comunicado oficial, pela sua gravidade, seja devidamente analisado e punido pelos órgãos jurisdicionais competentes.

2. Não vale a pena, todavia, tentar poluir a opinião pública; a situação é muito simples e explica-se da seguinte forma:

2.1 Tal como o Director Clínico da Sporting CP - Futebol, SAD hoje comunicou, os jogadores Šporar e Nuno Mendes foram submetidos a testes PCR na passada quarta-feira, que vieram, na quinta-feira, dia 14, a revelar resultados positivos;

2.2 Atendendo a que a Sporting CP - Futebol, SAD sempre cumpriu escrupulosamente os planos de testagem e inclusive adoptou medidas adicionais com introdução de rastreio interno diário e tendo em conta a dissonância entre os resultados dos testes internos e os resultados dos testes efectuados na quarta-feira, a Sporting CP - Futebol, SAD considerou que esses resultados seriam, com toda a probabilidade, falsos positivos;

2.3 Por esse motivo e nesse contexto, a Sporting CP - Futebol, SAD submeteu os seus atletas a dois outros testes, em laboratórios de referência, feitos na sexta-feira, dia 15 e no sábado, dia 16;

2.4 Os resultados desses testes foram negativos, o que confirmou a convicção da Sporting CP - Futebol, SAD de que os primeiros resultados seriam "falsos positivos";

2.5 Na posse desses resultados, a Sporting CP - Futebol, SAD contactou, nos termos regulamentares, a Autoridade de Saúde Territorialmente competente e o laboratório responsável pela realização daqueles exames;

2.6 Tanto o laboratório em causa como a Autoridade de Saúde Territorialmente competente reconheceram que, em função dos novos exames, os dois atletas em causa estavam em condições de ser considerados aptos para o jogo;

2.7 Sendo que, no momento actual, nenhum dos jogadores em causa consta da Plataforma oficial de identificação de casos positivos à COVID-19;

2.8 A actuação célere e responsável da Autoridade de Saúde deve ser enaltecida, pois permitiu repor uma flagrante injustiça - à semelhança, aliás, do que já havia sucedido com situação idêntica com outro jogador participante na Liga NOS;

3. É pois, por essa razão, que a Sporting CP - Futebol, SAD considera que os seus jogadores estão aptos e, mediante opção técnica, poderão integrar a lista de convocados para o jogo a disputar amanhã, na meia final da Taça da Liga, contra a FCP SAD.

4. Ao, ameaçar, bem sabendo que se trata de ameaça vã, "repensar a participação na final four da Taça da Liga", a FCP SAD apenas pretende que dois falsos positivos continuem a falsear a verdade desportiva.

5. A Sporting SAD não cederá a essas pressões e apela à Direcção da Liga de Portugal para que faça o mesmo.

6. Simultaneamente, a Sporting CP - Futebol, SAD exigirá à Direcção da Liga para que, tanto de ora em diante, como relativamente aos jogos já disputados, solicite a todos as SAD participantes o envio de cópias de todos os exames efectuados a todos os jogadores convocados por cada uma das SAD. Só com essa centralização se assegurará a transparência do sistema."