"Todos os treinadores estão a prazo e todos o sabem"

"Todos os treinadores estão a prazo e todos o sabem"

Declarações de Leonel Pontes, na sua primeira conferência de Imprensa como treinador do Sporting, para a antevisão da visita ao Boavista

Como sentiu a equipa, à sua chegada e depois da pausa das seleções?
"Foi com um sentimento de orgulho e gratidão que aceitei este desafio. Foi lançado de forma inesperada. Eu estava nos sub23 do Sporting, com muito prazer, a trabalhar num campeonato de grande qualidade, com uma equipa cheia de ambição. Uma vez lançado o desafio, sinto-me grato orgulhoso, com um grande sentido de missão para fazer o melhor pelo Sporting".

Sobre o tempo que teve para trabalhar a equipa:
"Foram quase duas semanas em que só dispusemos de 10 jogadores. Integrámos alguns sub23, introduzimos novas ideias, temos o grupo motivado, pois tem grande qualidade. Estão empenhados em mostrar o que são. Foi uma semana difícil, mas depois recebemos os restantes jogadores e todo o grupo só se juntou na quinta-feira. Fizeram viagens longas, há que fazer a gestão de esforço e ter cuidado com todos eles. Estamos com ideias novas, diferentes, pois todos os treinadores são diferentes, têm novas ideia para novos comportamentos da equipa, coletivos e individuais. Tudo se fará até se uniformizar a minha forma de ver o jogo".

Sente-se um treinador a prazo?
Todos os treinadores estão a prazo e todos sabemos disso. Estão a prazo porque dependem de resultados, do rendimento da equipa, de conseguir dinâmicas positivas, de ganhar jogos e atingir objetivos. Eu, como outros, dependo de resultados, como qualquer outro treiandor na primeira liga".