"Tínhamos uma grande equipa pela frente e não há o que discutir: o FC Porto foi um justo vencedor"

"Tínhamos uma grande equipa pela frente e não há o que discutir: o FC Porto foi um justo vencedor"

Declarações do treinador Pako Ayestarán, após a derrota da sua equipa, o Tondela, diante do FC Porto, por 0-2, em Tondela, a contar para a 26.ª jornada da Liga NOS.

Análise do jogo: "Claramente mais por mérito do FC Porto (a derrota do Tondela). Na primeira parte, fomos claramente dominados. Eles tiveram o controlo do jogo. Não fomos capazes de ter a agressividade e o atrevimento para incomodá-los. Eles deixaram-nos muito na defensiva e isso permitiu-lhes muitas jogadas nos corredores. Não fomos capazes de lhes gerar perigo. Sofremos um golo num erro nosso e a partir do segundo tempo, quando creio que estávamos melhores no jogo, quando fomos capazes de aproveitar os espaços que nos deram nos corredores e gerámos algumas situações e algumas possibilidades, foi quando sofremos o segundo golo e acabou o jogo".

Arriscou tudo: "Estávamos num momento ideal quando arriscámos. O jogo tinha-se equilibrado bastante, tínhamos a chance de chegar ao último terço do relvado e fomos atrevidos, tentámos tudo o que tínhamos à disposição, mas claramente tínhamos uma grande equipa pela frente, muito forte, e não há o que discutir: o FC Porto foi o vencedor mais justo".

Despromoção: "Vai ser uma luta até o fim. Antes desta jornada estávamos na metade da tabela. Creio que há oito, nove, dez equipas que até o final vão lutar connosco e aquela que for mais capaz de suportar a pressão e manter o espírito da equipa irá alcançar seus objetivos".