Estoril bate Vilafranquense e continua firme no primeiro lugar da Liga SABSEG

Estoril bate Vilafranquense e continua firme no primeiro lugar da Liga SABSEG

Com esta vitória, o Estoril soma já 63 pontos, mais 14 do que os perseguidores Vizela e Académica (49), enquanto o Vilafranquense mantém os 27 pontos e a 15.ª posição na prova.

O Estoril venceu este domingo o Vilafranquense, por 3-1, em jogo da 28.ª jornada, e reforçou a liderança na II Liga, num jogo que controlou quase sempre, mas só decidiu verdadeiramente nos últimos minutos.

Em dois minutos, entre os 31 e os 32, o Estoril colocou-se com uma boa vantagem, com Rosier a subir mais alto do que toda a gente e a responder com um cabeceamento exemplar ao canto de André Franco; depois, no reatamento da partida, um passe errado de Leonardo deixou a bola nos pés de Vidigal, que isolou de pronto Yakubu Aziz e este não perdoou, assinando o 2-0 diante do guarda-redes dos ribatejanos.

A vantagem segura e a forma como foi alcançada pronunciava uma manhã tranquila para o líder da II Liga. E seria, até aos 72 minutos, quando o Vilafranquense conseguiu reduzir num golo de calcanhar de Rodrigo Rodrigues, perante enormes protestos estorilistas, alegando fora de jogo.

Numa transição rápida conduzida por Zé Valente, o Estoril acabou por consumar o 3-1 aos 87', por Harramiz, que havia saído do banco minutos antes, encerrando assim as breves dúvidas que se tinham criado em relação ao desfecho da partida.

Com esta vitória, o Estoril soma já 63 pontos, mais 14 do que os perseguidores Vizela e Académica (49), enquanto o Vilafranquense mantém os 27 pontos e a 15.ª posição na prova.

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira.

Estoril - Vilafranquense, 3-1.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Rosier, 31 minutos.

2-0, Yakubu Aziz, 32.

2-1, Rodrigo Rodrigues, 72.

3-1, Harramiz, 87.

Equipas:

Estoril: Thiago, Carles Soría, Hugo Basto, Hugo Gomes, Joãozinho, Rosier, Crespo (Lazare Amani, 90), André Franco (Zé Valente, 75), Bruno Lourenço (Harramiz, 75), Vidigal (Murilo, 90) e Yakubu Aziz (André Clóvis, 90).

(Suplentes: Dani Figueira, João Diogo, João Mendes, Zé Valente, Murilo, Lazare Amani, Valente, Harramiz e André Clóvis).

Treinador: Bruno Pinheiro.

Vilafranquense: Maringá, Marcos Vinicius, Sparagna, Bidi, Vítor Bruno (Veiga, 71), Diogo Izata (Diogo Pinto, 71), Jefferson, Leonardo (Vitinho, 46), Mbombo (Rodrigo Rodrigues, 46), Kady e André Claro (Fortes, 71).

(Suplentes: Bruno Ferreira, Fortes, Diogo Pinto, Rodrigo Rodrigues, Vitinho, Marco Grilo, Veiga, André Dias e Rúben Gonçalves).

Treinador: Carlos Pinto.

Árbitro: Bruno Rebocho (AF Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Hugo Basto (19), Sparagna (29), Kady (55), Bruno Lourenço (62), Zé Valente (72), Bidi (76), Thiago (78), Harramiz (80), Marcos Vinícius (80), Joãozinho (82), Hugo Gomes (85) e Murilo (90+3).

Assistência: Jogo à porta fechada devido à pandemia de covid-19.