Estoril tornou-se bicampeão da Liga Revelação a duas jornadas do fim: "Queremos mais"

Estoril tornou-se bicampeão da Liga Revelação a duas jornadas do fim: "Queremos mais"
João Fernando Vieira

Tópicos

Canarinhos sagraram-se bicampeões da Liga Revelação. O capitão Afonso Valente afirma a O JOGO que agora o grupo estorilista está de olhos postos no próximo objetivo.

A festa chegou mais cedo. Com duas jornadas ainda por disputar, o Estoril comemorou, "no sofá", a conquista do bicampeonato da Liga Revelação. Desde a última terça-feira, com a vitória do Rio Ave sobre o Portimonense (3-2), tornou-se matematicamente impossível para qualquer outra formação ultrapassar os canarinhos na classificação e, assim sendo, os pupilos de Vasco Botelho já puderam abrir o espumante e encomendar as faixas de campeão.

Jogador do Estoril desde os 10 anos, e capitão de equipa, Afonso Valente, apresenta-se como um dos jogadores mais experientes no contexto dos sub-23. O médio, 20 anos, natural do Estoril, dá nas vistas pela maturidade e qualidade, comprovadas nas quatro linhas, ajudando os amarelos e azuis a conquistar o bicampeonato.

"A grande chave do sucesso é a amizade e a união que se faz sentir aqui. Evoluímos imenso e sempre fomos muito competitivos. Foi uma recompensa pelo trabalho que desenvolvemos. A estrutura é fantástica e o plantel está recheado de qualidade. Apesar de alguns percalços, conseguimos sorrir no final", sublinha Afonso a O JOGO.

A conquista do Estoril surge quando ainda há duas jornadas por disputar. No entanto, o capitão estorilista garante que a equipa irá entrar em campo com a mesma atitude, porém, já a pensar no próximo objetivo.

"Fomos campeões, mas queremos mais. Ainda vamos jogar com o Benfica e com o Portimonense para a Liga e queremos vencer esses jogos. Temos de entrar com o mesmo respeito e seriedade de sempre. Agora, é tempo de desfrutar, mas já temos o nosso próximo objetivo bem vincado no pensamento: trabalhar de olhos postos na Taça Revelação e tentar a dobradinha", remata.

O papel de um capitão

Afonso Valente diz ser fácil capitanear um grupo tão unido como o do Estoril. Porém, o médio admite que o caminho foi árduo. "É um orgulho enorme ser capitão do Estoril. Os atletas novos adaptaram-se bem e tivemos caráter para ultrapassar dificuldades. É muito fácil quando existe união", conta.

Campanha quase perfeita

O Estoril venceu a Liga Revelação com 18 pontos na tabela classificativa - mais seis pontos do que o Leixões, e ainda vantagem no confronto direto, e sete sobre Benfica e Rio Ave. Porém, ainda pode chegar aos 24 pontos, se vencer as duas jornadas finais.

Em oito jogos realizados, o Estoril venceu seis e somou dois desaires, registado 14 golos marcados e sete concedidos, apresentando-se como a a melhor defesa e melhor ataque da prova.
Na fase regular da Liga Revelação, o Estoril somou 29 pontos, o que valeu o segundo lugar na tabela aos canarinhos, atrás do Benfica.

Na época 2020/2021, a equipa de Vasco Botelho foi a grande revelação das provas de sub-23. Os canarinhos foram campeões e venceram também a Taça, ganhando tudo a nível nacional. Na presente época, a formação amarela e azul pretende repetir o feito e está agora na luta pela Taça Revelação.

Recorde-se que o Aves foi o primeiro vencedor da prova em 2018/19, enquanto a época 2019/20 não terminou devido à pandemia de covid-19. O Estoril é a formação com mais troféus.