Bruno Fernandes diz-se "professor" de um golaço no Campeonato de Portugal

Bruno Fernandes diz-se "professor" de um golaço no Campeonato de Portugal

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Daniel Pinto, lateral-direito da Sanjoanense, fez um golaço no jogo contra o Pedras Rubras e até Bruno Fernandes comentou o remate nas redes sociais

Daniel Pinto é lateral-direito e, por isso, marcar golos não é uma especialidade. Aliás, o jogador, que representa a Sanjoanense, do Campeonato de Portugal, não acertava com a baliza há cinco anos, mas fê-lo no passado domingo ao marcar o segundo dos alvinegros no triunfo, por 2-1, diante do Pedras Rubras. E, diga-se, Daniel Pinto festejou em grande estilo, com um pontapé fora da área que correu as redes sociais e que contou, até, com elogios de Bruno Fernandes, craque do Sporting.

O médio internacional português brincou com o defesa, dizendo que este tivera "um bom professor na formação do Boavista", onde a dupla partilhou o balneário durante três épocas. Daniel Pinto deu o troco e disse a Bruno Fernandes que o capitão dos leões é que "aprendeu a rematar assim" com o lateral. A Sanjoanense meteu-se no meio da conversa e perguntou a Bruno Fernandes se o disparo merecia "nota 10".

Contactado por O JOGO, Daniel Pinto falou da amizade com o antigo colega. "Trocamos mensagens de vez em quando no Whatsapp e no Instagram. Foi, de certa maneira, um golo à Bruno Fernandes, ou seja, um remate muito forte de longa distância", começa por dizer. E o golo marcado, teve os ensinamentos do médio? Daniel Pinto dá a resposta: "Ensinou-me coisas ao nível técnico. A partir dos juvenis já notava que ele tinha alguma coisa de diferente", recorda.

Daniel divide o futebol e os treinos matinais com a profissão de personal trainer num ginásio do Porto, durante a tarde, e está a fazer a época de estreia num campeonato nacional. "Sou um lateral que gosto de atacar", descreve, antes de explicar o momento de inspiração. "Depois de dominar a bola vi que tinha muito espaço. Só me passou pela cabeça rematar. Quando a bola me saiu dos pés, reparei que podia dar um grande golo", conta. Porém, a trajetória do esférico chegou a enganá-lo. "A certa altura senti a bola a fugir do guarda-redes e receei que pudesse ir à trave e sair. Acabou por beijar a trave, antes de ir lá para dentro", regozija-se.

De resto, o lateral já nem se lembra de como tinha sido o último golo, então ao serviço do Oliveira do Douro. "Deve ter sido de cabeça ou assim, porque na altura subia nos cantos. Agora fico atrás a segurar as hostes", refere.

A Sanjoanense está em segundo na Série B do CdP e se o campeonato acabasse agora o emblema de São João da Madeira ia ao play-off de subida. Todavia, Daniel Pinto diz que o grupo só pensa "num jogo de cada vez".