"Conhecemos dez casos de clubes com problemas bem maiores"

"Conhecemos dez casos de clubes com problemas bem maiores"

Declarações de Alexander Tolstikov, líder da SAD do Leiria.

Foi a partir do castigo de dois jogos à porta fechada imposto ao Leiria, em maio da época passada, que Alexander Tolstikov, líder da SAD, começou a procurar investidores. Na revelação, feita ao "Jornal de Leiria", o dirigente russo prometeu para breve uma solução para a "situação muito complicada" da SAD.

"Esperamos que tudo se resolva rapidamente com a entrada do novo investidor e temos todos os dados na mão. Acredito que se tudo se resolver ainda nesta época, o Leiria pode lutar pela subida", afirmou. O plantel do Leiria saltou para a agenda mediática quando os jogadores se abraçaram e ficaram estáticos no relvado no primeiro minuto do jogo com o Torreense, da Série C do Campeonato de Portugal. Tolstikov negou a existência de três meses de salários em atraso e criticou o Sindicato dos Jogadores. "Um jogador transmitiu-nos que foi o sindicato que tomou esta decisão. Os jogadores não têm três meses de salário em atraso e a maioria deles tem menos de dois meses e meio, porque têm recebido parte do salário", disparou.

"Conhecemos dez casos de clubes do CdP com problemas bem maiores", revelou. Noutro contexto, o avançado Bakaramoko transferiu-se para o Tirsense, da Divisão de Elite da AF Porto.