Sindicato dos Jogadores denuncia salários em atraso no Fátima

Sindicato dos Jogadores denuncia salários em atraso no Fátima

Plantel do clube que milita no Campeonato de Portugal pediu a intervenção do Sindicato.

O plantel do Fátima, clube que disputa o Campeonato de Portugal, está com dois meses e meio de salários em atraso e pediu a intervenção do Sindicato dos Jogadores (SJ), revelou esta sexta-feira o organismo.

"O Sindicato dos Jogadores recebeu um pedido para intervir face ao atraso no pagamento de salários ao plantel da Centro Desportivo de Fátima, Futebol SAD. De acordo com as informações prestadas pelo plantel, os jogadores encontram-se com dois meses e meio de atraso no recebimento da sua remuneração", informa o SJ, em comunicado.

O organismo presidido por Joaquim Evangelista explicou que vai "acionar os mecanismos de apoio existentes", como forma de defesa dos jogadores que compõem o plantel do atual segundo classificado da Série C do Campeonato de Portugal.

"O Sindicato dos Jogadores volta, ainda, a alertar para a urgência em rever o modelo de licenciamento e escrutínio do investimento feito pelas SAD, e respetivos representantes, no Campeonato de Portugal, que continua a lesar os direitos e legítimas expectativas dos jogadores profissionais que participam nesta competição", conclui o comunicado.

O Fátima está a cinco pontos da liderança da Série C, que é ocupada pelo Praiense, e leva um registo de quatro jogos seguidos sem perder, com três vitórias e um empate na prova, equivalente ao terceiro escalão do futebol nacional.