"Entrámos com sete jogadores dos sub-23, uma média de idades de 22 anos"

"Entrámos com sete jogadores dos sub-23, uma média de idades de 22 anos"

José Mota, treinador do Leixões, considerou a derrota "pesada" por entre elogios ao V. Guimarães.

A atitude corajosa do Leixões, recheado de jovens jogadores, foi destacada no final por José Mota. "Entrámos com sete jogadores dos sub-23, com a equipa a evidenciar uma média de idades de 22 anos. Entrámos no jogo de forma personalizada e chegámos ao golo. Sabíamos que estávamos a defrontar um grande adversário, e ainda por cima no seu estádio, mas julgo que o jogo até foi bastante equilibrado na primeira parte. Foi um bom espetáculo em termos técnicos e táticos", considerou.

Na opinião do treinador, o "desgaste e a falta de discernimento" marcaram, porém, a exibição da equipa na segunda parte.

"Faltou aquela organização que só é possível com experiência e o Vitória começou a fazer mossa no nosso reduto defensivo. Também começou a trocar a bola mais rapidamente e dispôs de mais espaços. Pelo que fizemos, se calhar merecíamos outro resultado. Foi uma derrota pesada, mas os meus jogadores estão de parabéns porque deram tudo", referiu.