O caso Kovacevic: "A Netflix fica aquém do filme que estão a fazer aqui"

O caso Kovacevic: "A Netflix fica aquém do filme que estão a fazer aqui"

Raúl Bravo foi apontado como autor moral do tiroteio de que foi vítima o ex-futebolista sérvio. Kovacevic ilibou o ex-colega de equipa.

Raúl Bravo, ex-jogador do Real Madrid, foi apontado por um jornal sérvio como autor moral do tiroteio de que foi vítima em Atenas o também ex-jogador Kovacevic, e o motivo poderia estar relacionado com apostas ilegais, pelas quais Bravo responde na justiça espanhola.

Kovacevic veio, no entanto, a público desmentir: "Fomos companheiros de equipa [no Olympiacos] e para mim é claro que ele nada tem que ver com isto", disse.

A polícia grega investiga e Raúl Bravo reagiu à controvérsia em entrevista à rádio Marca. "Estas coisas não me afetam, mas a minha família lê estas barbaridades. Telefonei ao Darko [Kovacevic] para perguntar como estava e assegurar-lhe que era tudo um disparate. Fomos companheiros de casa e temos uma relação muito boa. Não tem pés nem cabeça. A Netflix fica aquém do filme que estão a fazer aqui", atirou o antigo jogador espanhol.