Baixou o vidro e atirou: "O que é que eu te disse, filho? Tira-me a p... dessa barba!"

Baixou o vidro e atirou: "O que é que eu te disse, filho? Tira-me a p... dessa barba!"
Hugo Sousa

Phil Bardsley, atualmente no Burnley, jogou com Cristiano Ronaldo no Manchester United, não teve grande história em Old Trafford, mas isso não invalida que esteja a salvo de Sir Alex.

O que fazer se por acaso andar numa pacata rua de Wilmslow, um vilarejo a pouco mais de 10 quilómetros de Manchester, e de repente um Mercedes preto parar perto de si? Se tiver sido jogador do Manchester United, o melhor mesmo é tremer de medo. Fica o conselho à conta de Phil Bardsley, atual jogador do Burnley que pertenceu aos quadros do United entre 2003 e 2008, ainda que com muitos empréstimos pelo meio e pouca história de sucessos para contar numa altura em que Cristiano Ronaldo brilhava em Old Trafford.

"Também por culpa minha", admite sem peneiras o defesa. As falhas que foi tendo, típicas da idade, justificaram algumas passagens pelo gabinete de Alex Ferguson, que fez uso do seu famoso "secador de cabelo" - reza a lenda que um ralhete do escocês, feito cara a cara, deixava as vítimas com um penteado que parecia saído de uma turbina de avião.

Mais de uma década depois, já longe do United mas com vida pessoal enraizada nas imediações de Manchester, Bardsley achou que estava a salvo dos ataques de fúria do escocês, retirado de serviço. Mas, uma vez "filho" de Sir Alex, a relação é para sempre. Conta agora o defesa do Burley, hoje com 34 anos, que há meses caminhava pacatamente por Wilmslow em direção à loja gerida pela esposa quando teve um inesperado reencontro de alta voltagem. "Eu ia atravessar a rua quando vi um grande Mercedes preto a parar e a fazer marcha-atrás. Fergie [Ferguson] baixou o vidro e disparou. 'O que é que eu te disse, filho? Tira-me a p... dessa barba!'", recordou o jogador aos jornais ingleses. "Com 33 anos, fiquei ali paralisado a tentar atravessar e numa espécie de flashback com o míster". Não consta do relato, mas supõe-se que a cara de Burnsley tenha ficado suave como a pele de um bebé assim que chegou a casa...