Chiquinho Conde vai assumir comando da seleção de Moçambique

Chiquinho Conde vai assumir comando da seleção de Moçambique
Lusa

Em Moçambique, treinou várias equipas, tendo sido campeão nacional pelo Ferroviário de Maputo.

O antigo jogador moçambicano Chiquinho Conde vai assumir o cargo de selecionador nacional durante os próximos dois anos, disse hoje à Lusa fonte da Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

Conde, de 55 anos, que atuou no Sporting, chega a Maputo no sábado proveniente de Portugal, onde residia, para assinar contrato de treinador dos "Mambas".

O novo selecionador vai substituir o técnico português Horácio Gonçalves, demitido do cargo há uma semana, na sequência de maus resultados.

Em Portugal, Chiquinho Conde orientou a equipa de sub-23 do Vitória de Setúbal, clube que representou como sénior.

Além do Vitória de Setúbal, Conde alinhou no Sporting e no Belenenses.

Em Moçambique, treinou várias equipas, tendo sido campeão nacional pelo Ferroviário de Maputo.

A FMF justificou o afastamento de Horácio Gonçalves com os maus resultados e queixas dos jogadores acerca do relacionamento com o técnico, que ao longo de 12 jogos, em seis meses (desde abril), averbou três vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

A saída acontece depois dos desaires no apuramento para o Mundial2022, com Moçambique no último lugar do seu grupo e arredado da qualificação, quando ainda há dois jogos por realizar - os moçambicanos somam um empate (Costa do Marfim) e três derrotas (uma com o Maláui e duas com os Camarões).