Abel Ferreira volta a criticar: "São 14 jogos num mês. Já tenho três jogadores lesionados"

Abel Ferreira volta a criticar: "São 14 jogos num mês. Já tenho três jogadores lesionados"

Abel Ferreira voltou a abordar a aparente facilidade com que os clubes mudam de treinador, destacando a saída de Renato Gaúcho do comando técnico do Grémio

"Infelizmente, os treinadores são avaliados pelo resultado", disse Abel Ferreira, esta terça-feira na conferência de imprensa de antevisão do Palmeiras-São Paulo, a contar para o campeonato paulista.

"Não querem saber do tempo que você dedica, do seu trabalho, só querem resultados. Basta olhar para o que o Grémio fez com o Renato Gaúcho. Nós, treinadores, estamos atentos ao que se passa em todo lado. É sempre bom ser julgado por pessoas competentes. Existem muitos que opinam sem ter conhecimento. É bom ser julgado por quem percebe, quem sabe o trabalho que se faz. Às vezes tomamos as decisões que não são as mais adequadas. Quem decide não pode agir com base nas emoções, o treinador tem um trabalho muito específico, escolher quem merece mais", acrescentou.

O treinador português voltou ainda a falar do apertado calendário de jogos no Brasil. "É uma incógnita. Não sei o que vai acontecer, são 14 jogos num mês. Já tenho três jogadores lesionados. Nunca aconteceu isto no futebol brasileiro [volume de jogos]. Jogámos contra o Defensa y Justicia, três dias depois foi o Flamengo, dois dias depois o Defensa de novo, jogos que decidiram títulos. Um dia depois temos um jogo contra o São Paulo, dois dias depois outro jogo, depois a Libertadores. Estou preocupado. Não é precisa muita inteligência para saber que os jogadores que jogaram ontem (Recopa) não podem jogar amanhã. contra o São Paulo)."